Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


destaque / Evento /


Publicada em: 04/11/2010 18:59 - Atualizada em: 05/11/2010 00:07
Escritório da Epamig, de Lavras, promoverá o 1º Agrileite em Ijaci
Ijaci vai sediar o evento Agrileite, que discutirá a produtividades, a qualidade, e a política pecuária. O evento tem o apoio da Ufla, Emater, IMA, Faepe e é coordenado pela Epamig.

     

        Foto ilustrativa

 

Siga-nos no Twitter: @jlavras

A primeira edição do Agrileite, com tema Leite com produtividade, qualidade e maior lucro, será realizada nos dias 11 e 12 de novembro, na Fazenda Palmital, no município de Ijaci. O evento é coordenado pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Universidade Federal de Lavras (Ufla), Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Faepe), Emater, Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), com o apoio das Prefeituras de Lavras e Ijaci.

O Agrileite tem como objetivo transferir aos produtores rurais, conhecimentos gerados pelas pesquisas e que podem melhorar a qualidade das pastagens, aumentar a produção de forragens, otimizar a colheita e o armazenamento das forragens, aprimorar a qualidade do leite produzido e, portanto, melhorar a renda e a qualidade de vida das famílias produtoras.

Em cinco estações tecnológicas, os participantes conhecerão temas como: forragicultura, mecanização agrícola, qualidade do leite, alimentação do rebanho leiteiro e manejo de bezerros. Os produtores também terão orientações sobre gerenciamento da propriedade e adequação às leis ambientais.

Segundo o pesquisador da Epamig, Adauto Lemos, os produtores serão orientados quanto às novas demandas do mercado, além de discutirem sobre as exigências de uma instrução normativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que aprova os regulamentos técnicos de produção, identidade e qualidade do leite tipos A, B e C, do leite pasteurizado e do leite cru refrigerado.

"O problema da qualidade do leite, no sistema de produção, é cultural. As medidas de higiene são básicas, é um processo de conduta que o produtor precisa ter para atender os padrões nacionais e internacionais do mercado de leite e derivados", afirma Adauto.

De acordo com o pesquisador, o Sul de Minas é a maior bacia leiteira do Estado. "Os produtores daquela região são responsáveis por cerca de 8% da produção nacional e mais de 25% da produção de Minas Gerais", calcula. O Sul de Minas tem vocação notória para produção de leite e destaque para queijos especiais.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras