Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


destaque / História /


Publicada em: 22/11/2014 12:00 - Atualizada em: 22/11/2014 14:13
Jornal Estado de Minas destacou Ribeirão Vermelho em matéria sobre patrimônio
O complexo arquitetônico, paisagístico e ferroviário de Ribeirão Vermelho, tombado recentemente, foi destaque hoje na imprensa mineira

Conjunto arquitetônico será recuperado e colocara Ribeirão Vermelho no roteiro das cidades históricas de Minas. Fotos: Jornal de Lavras

 

WhatsApp do Jornal de Lavras: (35) 9925-5481

A cidade de Ribeirão Vermelho foi alvo de matéria do jornal Estado de Minas deste sábado. O "jornal dos mineiros", como é chamado, reportou os três monumentos simbólicos do interior de Minas que foram tombados este ano pelo Conselho Estadual do Patrimônio Cultural: a Fazenda Santa Clara, no município de Santa Rita de Jacutinga; o Colégio Dom Bosco, em Cachoeira do Campo, e a Rotunda, em Ribeirão Vermelho.

O jornal destaca o prédio como sendo a maior rotunda da América Latina e destaque do conjunto arquitetônico, paisagístico e ferroviário de Ribeirão Vermelho. Segundo o jornal, o prédio é considerado por muitos como o "Coliseu Mineiro", por causa de seu formato, beleza e história.

O Estado de Minas apresentou, ainda, uma parte da história daquela cidade, que de acordo com o jornal, "era ponto estratégico, permitindo que o movimentado porto do Rio Grande, na cidade, se integrasse aos trilhos da estrada e garantisse a comercialização de produtos de todos os cantos".

A arquitetura da rotunda também ganhou destaque na matéria, que fala da estrutura metálica no telhado que tem um grande vão central vazado. A reportagem também explica como funcionava a edificação, que era um local de abrigo, manutenção e manobras de locomotivas, apresentando ao centro um dispositivo, chamado de girador de locomotivas, de onde irradiavam as linhas (como se fossem raios de um círculo).

A cidade também foi destacada na matéria, que conta como ela nasceu na confluência das regiões montanhosas dos Campos das Vertentes, Sul e Centro-Oeste de Minas, a partir do desmembramento político-administrativo dos municípios de Lavras e Perdões. O historiador Márcio Salviano foi citado na reportagem. Segundo aquele jornal, de acordo com estudos realizados por Salviano, o início de sua formação histórica se deu em 18 de dezembro de 1880, com a inauguração da Navegação do Rio Grande, entre a barra do Ribeirão Vermelho, afluente da margem esquerda do rio Grande, e a Cachoeira da Bocaina, no município de Piumhí. A organização da navegação e o comércio às margens do rio levaram à formação de um povoado que se chamou inicialmente Porto Alegre, hoje Ribeirão Vermelho.

Clique Aqui para acessar a notícia sobre Ribeirão Vermelho no jornal Estado de Minas.

Clique aqui e comente no Facebook do Jornal de Lavras

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras