Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


destaque / Cultura /


Publicada em: 10/03/2014 16:46 - Atualizada em: 11/03/2014 09:38
Fatos que marcaram a história de Lavras no dia 10 de março
O passado é para ser lembrado para preservar a história e reverenciar a memória daqueles que prestaram relevantes serviços a Lavras

Templo da 2ª Igreja Presbiteriana de Lavras, que hoje comemora 51 anos que foi organizada. Foto: Jornal de Lavras

 

Siga-nos no Twitter: @jlavras

Há 51 anos era organizada, na Zona Norte da cidade, a Segunda Igreja Presbiteriana de Lavras, que está instalada na avenida Vaz Monteiro, onde congrega um número grande de fiéis. A organização daquele templo foi no dia 10 de março de 1963.

Hoje também é um dia importante para ser lembrado pela Universidade Federal de Lavras (Ufla): há 88 anos, o professor Benjamin Harris Hunnicutt conseguia uma vitória importante para a Escola Agrícola de Lavras, hoje Ufla. Os diplomas dos formandos passaram a ser registrados no Ministério da Agricultura, isso se deu no dia 10 de março de 1926.

Outro fato importante para Lavras, que é lembrado hoje é a criação da Creche Lar "Emilia de Andrade", em 1945, portanto, há 69 anos. A criação do Lar "Emília de Andrade" foi uma iniciativa do Arlindo Ribeiro de Andrade, para amparar as crianças. A responsabilidade da primeira presidência coube a Carmem Cartaxo.

Não são somente fatos alegres que são relembrados hoje,  pessoas que partiram nesta data também merecem ser lembradas. Hoje está fazendo 38 anos que o médico do Hospital Vaz Monteiro, Armando do Amaral de Souza, ex-vereador, rotariano, um dos fundadores do Posto de Puericultura "Isabel a Redentora", partiu, sua morte foi no ano de 1976. Dr. Armando do Amaral, na sua juventude, foi goleiro do América Futebol Clube, do Rio de Janeiro.

Em 1993, foi a vez de Lívia Bueno Costa Gulikrs, a última filha do professor Firmino Costa Pereira. Dona Lívia sobreviveu a morte de seus pais, dos sete irmãos - Agnaldo, Aurélio, Lucília, Alice, Júlia, Marta e Maria - além de seu esposo, João Gulikrs. Dona Lívia era lavrense, estudou e formou no Colégio Nossa Senhora de Lourdes e foi professora do Grupo Escolar "Firmino Costa", ela faleceu aos 86 anos, em Belo Horizonte, onde foi sepultada.

Há 17 anos, também no dia 10 de março, deixava de existir o ex-vereador Eduardo Laurente, um dos proprietários da tradicional Drogaria Hermeto. Eduardo era o mais conhecido farmacêutico de Lavras. Foi um homem que durante toda sua vida serviu ao próximo, quer como profissional ou como  político. Eduardo Laurente morreu no ano de 1997.

Clique aqui e comente esta notícia no Facebook do Jornal de Lavras

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras