Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


destaque / Esporte /


Publicada em: 28/09/2010 19:27 - Atualizada em: 29/09/2010 08:20
Bethânia Lara Vasconcelos: uma atleta que vale uma cesta de três pontos
Uma história de dedicação e amor ao esporte: Bethânia Lara Vasconcelos, que quando criança treinava basquete com os meninos, hoje é jogadora profissional.

     

        Bethânia Lara Vasconcelos, lavrense e jogadora profissional

 

A lavrense Bethânia Lara Vasconcelos, jogadora de basquete da equipe de Ourinhos, interior de São Paulo, esteve em Lavras na semana passada visitando seus familiares; ela conversou com instrutor de basquete Álvaro Henrique de Jesus Eugênio. Ela falou de sua carreira, do Lavras Tênis Clube, onde tudo começou, e de seus sonhos.

Sobre o Lavras Tênis Clube, Bethânia disse que devia tudo aos seus primeiros treinadores: Odair Barra Mansa, Agnaldo e Ricardo Pacheco; foram eles que a treinaram quando começou, entre 10 e 11 anos. Na época, segundo ela, não existia times femininos de basquete, como existem hoje, portanto, ela treinava junto dos meninos.

Ela disse ao instrutor Álvaro que aos 14 anos foi para Piracicaba (SP) para fazer teste no BCN e, a partir deste dia, nunca mais voltou a jogar em Lavras, pois foi contratada imediatamente. Aos 15 anos, já como jogadora do BCN, Bethânia Lara Vasconcelos recebeu sua primeira convocação para defender as cores do Brasil.

Como jogadora da seleção brasileira infanto-juvenil, ela foi campeã Sul-Americana da categoria. Depois disso, Bethânia jogou no Vasco da Gama e, atualmente, joga na equipe Unimed/Ourinhos. Ela falou ao treinador Álvaro Henrique que almeja uma vaga na seleção brasileira.

Questionada por ele sobre seus títulos conquistados, Bethânia Lara Vasconcelos disse que é uma atleta recordista de títulos no Campeonato Brasileiro, pois possui seis títulos, sendo um pelo Vasco da Gama e cinco pelo Ourinhos. Além desses, ela possui vários títulos paulistas e sul-americanos, além de um sétimo lugar no Mundial de Clubes, disputado na Rússia, em 2006.

O basquete não é um esporte tão valorizado no Brasil como o voleibol, mas Bethânia disse que, com sua carreira, conseguiu estudar e receber incentivos para isso. Falou que viajou e viaja muito pelo mundo e que isso lhe deu um conhecimento muito grande, além de experiência de vida, já que vive longe da família desde os 14 anos.

Bethânia Lara Vasconcelos é filha de Marco Antônio Vasconcelos (Laranjeira) e Solange Lara Vasconcelos, seus principais incentivadores. Seu pai, bem como seu tio Caio Vasconcelos, também foram esportistas: eles jogavam futebol na Associação Olímpica de Lavras (AOL).

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras