Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano /


Publicada em: 31/10/2013 20:36 - Atualizada em: 01/11/2013 08:51
TV aberta: briga de poder entre órgãos governamentais pode penalizar Lavras
Técnico responsável pelos aparelhos retransmissores de TV fala porque Lavras pode ficar sem sinais de televisão

Técnicos de TV realizando reparos nos transmissores em Lavras

 

Siga-nos no Twitter: @jlavras

A notícia divulgada hoje a respeito de Lavras ficar sem sinais de TV provocou muita discussão. As pessoas usaram as redes sociais para se manifestar, muitos não entenderam e atribuíram o problema à cidade e à administração pública municipal, ao passo que o problema é entre órgãos do governo federal.

A reportagem do Jornal de Lavras conversou com o técnico responsável pela retransmissão de TVs em Lavras, Dário Costa, que explicou que, durante vários anos, quem ditava as normas de retransmissão era o Departamento Nacional de Telecomunicações (Dentel), departamento este que praticamente está extinto, passando a responsabilidade ao Ministério das Comunicações.

Segundo Dário Costa, no meio desse caminho existe a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), que tem a atribuição de fiscalizar, porém, as normas de fiscalização, segundo Dário Costa, são diferentes, o que é legal para um é ilegal para outro e quem sofre com tudo isso são os municípios.

O responsável pela casa de distribuição de sinais de TVs, onde ficam os equipamentos, o técnico Dário Costa, disse que em Lavras a situação é a seguinte: "a Globo já pediu o direito de outorga, a Record idem, a Alterosa também já solicitou o protocolo, ao meu ver, os canais Canção Nova, 21 e Rede Vida já tem o protocolo, portanto, aquilo que era possível fazer já foi feito, porém, a Anatel quer tudo legalizado em curto tempo, o que é compreensível, porém, o Ministério das Comunicações pede um prazo para legalizar tudo e a situação fica sem saída", disse Costa.

Dário ainda completou: "quem fica no prejuízo pela falta de entendimento entre os  órgãos é a população, não sou contra a legalidade, porém, que seja dado um prazo para que tudo se acerte", finalizou.

 

Envie para um amigo
Voltar


                                                               Quer saber? www.jornaldelavras.com.br
                                                                  A informação a um click de você

                                                                    Acompanhe o Jornal de Lavras no Twitter: twitter.com/jlavras  

                                                                  E também pelo Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras