Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Tecnologia /


Publicada em: 10/05/2013 08:17 - Atualizada em: 10/05/2013 13:48
Sinais de TV: deputados discutiram com Anatel a situação de Lavras e mais 23 cidades
Corte de sinais de TV em Lavras e em todo o Sul de Minas foi tratado ontem em Belo Horizonte pela Assembleia Legislativa

A direita o deputado Dalmo Ribeiro, que solicitou a audiência pública. Foto Assembleia Legislativa

 

Siga-nos no Twitter: @jlavras

A medida extrema tomada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), no dia 2 de abril, de cortar o sinal analógico de TV em Lavras e outras cidades do Sul de Minas, deixando 350 mil pessoas sem a programação de 11 canais, foi discutida em audiência pública na Assembleia Legislativa na manhã de ontem, quinta-feira. Deputados da Comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas criticaram a medida e sugeriram que o órgão faça um acordo com os municípios prejudicados, concedendo a eles um prazo mínimo de um ano para que as emissoras se encaixem nas exigências legais. O gerente regional da Anatel, Hermann Bergmann Garcia e Silva, comprometeu-se a avaliar a proposta.

Na época, a 8ª Vara Federal de Minas Gerais deferiu o pedido de liminar impetrado pelo Departamento Jurídico da Prefeitura de Lavras, que favoreceu todo o Sul do estado, e obrigou a Anatel a retirar os lacres dos equipamentos de transmissão de sinal de TV aberta. Mesmo com a ação da Justiça, o deputado Dalmo Ribeiro Silva (PSDB), pediu a realização da audiência pública, o parlamentar teme que a decisão seja revogada. "Essa situação fere o direito ao conhecimento e o de ter acesso à informação, que são constitucionais. Sabemos da importância dos meios de comunicação, dos canais de televisão. A população não pode ser prejudicada", ressalta.

Na audiência pública de ontem, o parlamentar sugeriu que fosse firmado um termo de ajustamento de conduta (TAC) entre a Anatel e as prefeituras dos municípios atingidos. Hermann Bergman assegurou que verificará a viabilidade da sugestão, mas não fixou um prazo para enviar uma reposta à comissão da Assembleia Legislativa. O deputado Dalmo Ribeiro diz que alguns municípios nem chegaram a ser notificados previamente do corte de sinal, com prazo para se regularizarem. "Eles não tiveram oportunidade de se defender. Muitos prefeitos não conhecem o que está certo ou não, são muitas as exigências", destacou.

O diretor da TV Alterosa, emissora que transmite a programação do SBT, Luiz Eduardo Leal, disse que "a Anatel está agindo com truculência".

 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras