Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Política /


Publicada em: 08/05/2013 08:35 - Atualizada em: 08/05/2013 13:30
Briga nos bastidores da Câmara Municipal de Lavras vira caso de polícia
Jornalista Silva Junior teve contusão no dedo indicador com lesão na musculatura e contusão dos ligamentos, resultado do desentendimento entre ele e o vereador Lenadro Moretti

Foto ilustrativa: Jornal de Lavras

 

Siga-nos no Twitter: @jlavras

Na reunião da Câmara Municipal realizada na noite de segunda-feira, na terceira parte, momento em que os vereadores fazem uso da tribuna daquela Casa Legislativa, o vereador Leandro Lazzarini Moretti abordou um assunto que ele tirou de um blog. O vereador copiou a página do blog e mostrou na televisão e fez acusações contra a secretária Municipal de Saúde Gilza Helena de Carvalho, dizendo que ela havia feito apologia às drogas.

Gilza postou em sua página numa rede social uma fotografia onde ela aparece fantasiada de hippie numa festa à fantasia. Um amigo de Gilza fez um comentário sobre sua fantasia e ela retrucou dizendo em forma de brincadeira: "só falta o baseado", fazendo uma alusão aos hippies das décadas de 60 e 70.

O blogueiro copiou a página do Facebook da Secretária e fez duras acusações contra Gilza, o mesmo blogueiro postou comentários anônimos acusando a Secretária de "maconheira" e outros adjetivos, além de comentários maldosos que diz respeito a honra da Secretária Municipal de Saúde. O vereador Leandro Moretti mostrou a cópia da postagem da fotografia e pediu ao prefeito Marcos Cherem que tomasse providências, disse que ela como Secretária de Saúde não deveria fazer apologia às drogas. Moretti foi contundente quando pediu, com outras palavras, a "cabeça da Secretária", baseado no que o blogueiro havia postado e comentado.

Depois que o vereador falou, outros vereadores usaram a palavra, mas com assuntos diversos. Após os pronunciamentos, o vereador presidente Marcos Possato encerrou a reunião e a transmissão pela televisão também foi encerrada. Tudo acabou bem para o telespectador, mas não para quem estava presente no plenário daquela Casa Legislativa.

O vereador Moretti e o jornalista Silva Júnior se desentenderam e partiram para agressões verbais e até física. O jornalista Silva Júnior acionou a Polícia Militar e registrou um boletim de ocorrência contra o vereador Leandro Moretti.

A reportagem do Jornal de Lavras teve acesso ao boletim e, segundo o BO registrado segunda-feira, a Polícia Militar compareceu à Câmara Municipal às 23h atendendo a um chamado do jornalista Silva Júnior, que alegou que logo após o término da reunião, proferiu um comentário ao vereador Moretti, segundo os registros na polícia, Silva Júnior teria dito que o vereador havia "errado a mão".

No boletim de ocorrência Silva Júnior alegou que tal comentário teria sido de forma descontraída, sem a intenção de ofender o vereador, contudo, ainda segundo o boletim registrado pela polícia, Leandro Moretti se dirigiu até Silva Júnior com os seguintes dizeres: "você acha que eu sou moleque?"

Ainda segundo registros no boletim de ocorrência, Moretti teria segurado um dos dedos do jornalista Silva Júnior e torceu. Silva Júnior disse à Polícia Militar que não adentrou no gabinete do vereador. A Polícia Militar ouviu duas testemunhas apresentadas pelo jornalista Silva Júnior e elas confirmaram sua versão. Silva Júnior foi até a Unidade Regional de Pronto Atendimento (Urpa) onde fez um ACD (Auto de Corpo de Delito).

O jornalista Silva Júnior fez um exame detalhado na noite desta terça-feira no Hospital Vaz Monteiro, segundo ele, o médico atestou, através de um laudo, contusão no dedo indicador com lesão na musculatura e contusão dos ligamentos. Segundo Silva Júnior, ele ganhou um atestado de sete dias.

Dando continuidade ao boletim de ocorrência, a Polícia Militar ouviu Leandro Moretti e, segundo o que consta no BO, Moretti disse que durante a reunião realizou uma denúncia relativa a um fato envolvendo a Secretaria Municipal de Saúde, disse também que, após o término da reunião, dirigiu-se até o interior de seu gabinete quando foi interpelado pelo jornalista Silva Júnior que proferiu, segundo Moretti, "hoje você errou a mão, você vai ver comigo!".

Moretti disse à polícia que estava na parte externa do gabinete e disse a Silva Júnior: "você está louco!" Moretti contou a PM, segundo consta do boletim de ocorrência, que Silva Júnior apontou o dedo para ele e que ele tirou a mão de Silva Júnior que, segundo ele, estava próximo de sua face.

Leandro Moretti indicou três pessoas para testemunhar a seu favor: o vereador Elias Freire Filho, o vereador Cleber Pevidor e o vereador Luciano de Melo, o "Tilili", como é mais conhecido. Silva Júnior garante que nenhum dos três estava próximo, que eles chegaram depois da confusão formada e até apresentou testemunhas para confirmar que nenhum dos três estavam lá no momento.

Este não foi o primeiro caso de briga na Câmara Municipal, na semana passada os telespectadores da TV Câmara e da TV Universitária assistiram a um bate-boca entre o vereador Luciano de Melo, o "Tilili", e o vereador presidente Marcos Possato. "Tilili" fez críticas às viagens do vereador Possato, que reagiu, e o vereador "Tilili" passou a provocar Possato dizendo: "por que você está nervoso?" Frase repetida algumas vezes, criando um clima de animosidade naquela Casa do Povo.

O vereador "Tilili" foi protagonista de outro incidente que os demais vereadores tentaram esconder. Recentemente, o vereador "Tilili" se desentendeu com o vereador Sebastião dos Santos Vieira e reagiu chamando o vereador Sebastião para a rua, para resolver "no braço", palavras usadas pelo vereador "Tilili".

A falta de decoro dos parlamentares culminaram por inviabilizar a prática da democracia plena, democracia esta que teria de ser defendida por eles, já que eles foram eleitos pelo povo para representa-los. O povo outorga o mandato político, mas, como no Brasil não se adota o instrumento do recall, não é ele quem cassa este mandato, mas, outros parlamentares. É bom que os vereadores coloquem em suas cabeças que falta de decoro parlamentar pode cassa-los.

 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras