Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


polícia / Golpe /


Publicada em: 18/04/2013 08:02 - Atualizada em: 18/04/2013 14:09
Idosa perde R$ 10 mil para duas golpistas no conto "ganhei na loteria"
Os idosos são as vítimas preferidas dos golpistas, ontem uma senhora perdeu suas economias para uma dupla de vigaristas

Imagem ilustrativa extraída do site ndolaine.com.br

 

Siga-nos no Twitter: @jlavras

Uma mulher 68 anos, moradora do bairro Jardim Glória, caiu num golpe antigo, o golpe do "ganhei na loteria". A idosa procurou a polícia ontem, quarta-feira, e narrou uma história que já é muito conhecida. A idosa disse que andava pelo centro da cidade por volta de 11h, quando foi abordada por uma mulher com cerca de 1,60 de altura, clara, de olhos verdes e loira, que lhe pediu informações sobre um empresário de Varginha, que segundo ela, estaria em Lavras.

Enquanto as duas conversavam aproximou uma mulher bem vestida, com cerca de 1,65 de altura, clara, usando óculos escuros, cabelos castanhos na altura do ombro, dizendo que conhecia o empresário e que ele era proprietário de uma loja que vendia bilhetes de loteria.

Neste momento, segundo a narrativa da vítima, a primeira mulher contou que procurava pelo empresário porque ela havia ganhado na loteria, disse também que não precisava de todo o dinheiro e que se as duas a ajudasse ela daria R$ 40 mil para cada, desde que elas provassem ser pessoas de bem e que possuíam dinheiro.

A segunda mulher, a que entrou na conversa e disse que conhecia o empresário, disse que iria até a agencia do Bradesco, saiu e voltou em seguida, entregando a golpista um envelope, que foi aberto na frente da vítima. Segundo ela contou a polícia, no envelope continha dinheiro, dólares e uma jóia de ouro. A idosa disse que não portava nenhum documento que pudesse ir ao banco e sacar dinheiro, imediatamente as duas se prontificaram em leva-la em casa para que ela pudesse pegar os documentos.

A vítima contou à polícia que ela entrou, acompanhada das vigaristas, em um carro preto grande, possivelmente um Corola, e foram até o Jardim Glória, onde ela pegou seus documentos, em seguida, foram até a praça Augusto Silva. A mulher estacionou o carro e a vítima foi até a agencia bancária do Itaú e sacou R$ 10 mil, retornou e mostrou o dinheiro para a golpista, que contou as cédulas e depois as colocou em um envelope de pano escuro, lacrou e entregou de volta à idosa.

A mulher que dirigia o carro pediu que a idosa a aguardasse em frente ao Lavras Apart Hotel, na rua Misseno de Pádua, pois voltaria em seguida com os R$ 40 mil. As duas seguiram no automóvel. A idosa contou à polícia que ficou cerca de uma hora na porta do hotel e as duas mulheres não voltaram, ela então foi para casa. Já em sua residência, ela abriu o envelope de pano que a golpista havia colocado dos seus R$ 10 mil, e teve uma surpresa: o dinheiro não estava no envelope, o que havia nele era papel, então descobriu que ela havia trocado o envelope.

A mulher idosa procurou a polícia e somente no posto policial ela entendeu que as duas eram comparsas e que havia caído num conto do vigário. Ela contou ainda que as duas mulheres aproveitaram um momento de distração e ainda furtaram o seu aparelho celular.

 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras