Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Política /


Publicada em: 23/02/2013 09:26 - Atualizada em: 23/02/2013 23:03
Nome de Lavras tem sido tratado de forma negativa na grande mídia por causa dos seus políticos
Após as notícias sobre gastos irregulares na gestão passada, os "bolinhos de bacalhau" e outros fatos, agora foi a vez das contratações do gabinete do deputado lavrense

Foto de parte de dois exemplares do Estado de Minas que tratam sobre fatos envolvendo políticos de Lavras

 

Siga-nos no Twitter: @jlavras

Nos últimos anos, políticos lavrenses tem se destacado na grande mídia estadual e até mesmo nacional, mas não de uma maneira honrosa. Fatos ocorridos em Lavras tem gerado interesse de grandes jornais e portais, sendo trazidos à tona e amplamente divulgados.

Quem não se lembra da manchete do jornal Estado de Minas "Prefeita, vice e vereadores de Lavras são denunciados por desviar recursos públicos"? Esta matéria trouxe à tona a denúncia do Ministério Público indicando gastos pessoais com bebidas, viagens e restaurantes da ex-prefeita Jussara Menicucci (PSDB) - fato conhecido como o caso dos "bolinhos de bacalhau" - e uso indevido de verba indenizatória por parte dos vereadores de Lavras (clique aqui para ler esta notícia).

Este assunto ocupou espaços em portais em dezembro de 2011, como por exemplo, a publicação "Promotoria denuncia todos os políticos de Lavras (MG) por desvio de verbas", do Estadão (clique aqui para ler a notícia) e "Ministério Público denuncia prefeita, vice e todos os vereadores de Lavras", tema publicado no G1, o portal de notícias da Globo (clique aqui para ler).

Como não poderia ser diferente, a pauta despertou interesse também de grandes jornais impressos, como o Estado de Minas, que noticiou no dia 21 de dezembro de 2011, com grande destaque e incluindo uma caricatura da ex-Prefeita Jussara Menicucci, a notícia: "Prefeita e vereadores acusados de desvio" (foto).

Este caso também ganhou a mídia televisiva, em um programa que tem como viés a crítica política feita de forma bem humorada e envolvente. Em março de 2012 foi ao ar a matéria com a repórter Mônica Iozzi que esteve em Lavras para entrevistar vereadores, a ex-prefeita e o ex-vice-prefeito. Na ocasião, alguns vereadores falaram para a câmera do CQC ao serem pegos de surpresa após uma reunião legislativa e outros conseguiram se esquivar, saindo do plenário da Câmara de Lavras sem conceder entrevista.

Na ocasião, a equipe do CQC permaneceu em Lavras por três dias em busca da ex-prefeita Jussara Menicucci, para que ela pudesse, segundo o produtor do programa, ter a chance de explicar sua versão do escândalo denunciado pelo Ministério Público envolvendo seu nome. Mas ela não foi encontrada e, quando a matéria foi ao ar, o apresentador Marcelo Taz mostrou uma foto da ex-prefeita e do ex-vice em cadeia nacional, ironizando que eles estavam sendo "procurados" pelo programa (foto).

Em maio de 2010, o portal Uai já citava Lavras em mais uma matéria que trazia a informação de investigação de possíveis irregularidades. Na notícia "Desvio de verba pode levar 110 prefeitos mineiros para a cadeia", Jussara Menicucci foi citada devido a uma investigação ocorrida na época por irregularidades no serviço de transporte escolar: o jornal citou que tinha indícios de que 89.249 quilômetros foram percorridos em julho, período de férias (clique aqui para ler a notícia).

Depois disso, em dezembro do ano passado, mais uma notícia interessou uma mídia estadual, o Hoje Em Dia. A notícia intitulada "Prefeita "fica" com carrão comprado para a educação" trouxe a acusação feita pelo ministério público de que Jussara Menicucci se beneficiou de uma licitação para compra de carros novos para a Secretaria Municipal de Educação e Cultura, e um dos veículos adquiridos, um Ford Focus avaliado em R$ 76.500, passou a ser usado no gabinete da prefeita (clique aqui para ler esta notícia).

Terminado o mandato da então prefeita Jussara Menicucci, mais um fato levou o nome de Lavras para as páginas da mídia estadual, dessa vez por causa do deputado lavrense Fábio Cherem (PSD). Com a notícia, intitulada como "Deputado emprega vereadores" (foto à esquerda) o jornal Estado de Minas traz a informação de que o deputado estadual Fábio Cherem emprega em seu gabinete na Assembleia Legislativa, dois vereadores da Câmara Municipal de Lavras.

Um deles é o presidente da Casa, Marcos Possato, lotado como supervisor de gabinete II de Fábio Cherem. O outro é Ânderson Marques, o Anderson Garçom que, no gabinete de Fábio Cherem, está lotado como auxiliar de gabinete I. A notícia também foi publicada no site do jornal, clique aqui para ler.
 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras