Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


polícia / Diversos /


Publicada em: 16/05/2010 20:15 - Atualizada em: 30/05/2010 03:27
Chegou ao fim a sanha de Arquimedes de Abreu Filho
  Preso em flagrante o estuprador de dentistas Arquimedes de Abreu Filho, dono de uma extensa ficha criminal. Foi preso esta semana em Ribeirão das Neves.   Mulheres, a maior parte delas dentistas, o reconheceram como sendo o homem que invadiu consultórios odontológicos para cometer estupros. Ele agia na capital desde fevereiro deste ano.

     

        Flagrante da prisão do maníaco Arquimedes de Abreu Filho

 

Esta semana a prisão de Arquimedes de Abreu Filho, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), ganhou espaço na mídia nacional. Arquimedes era caçado pela polícia de Minas, São Paulo e Espírito Santo, estados onde ele cometeu crimes, aterrorizando mulheres da área da saúde, principalmente dentistas.

Ele é acusado de roubar e estuprar pelo menos 8 mulheres em Minas Gerais e duas no Espírito Santo. Eram mulheres de idades variadas que trabalham em consultórios. Ele cometeu crimes e Lavras, Alfenas, Unaí, Machado, Barbacena, São João del-Rei, Ribeirão das Neves e Belo Horizonte.

Na capital mineira Arquimedes de Abreu Filho, 50 anos, atacou mulheres nos bairros de Venda Nova, Gutierrez, Barroca, Nova Suíça, Barro Preto e região Centro-Sul. Os ataques do maníaco começaram na década de 90, quando em Lavras ele atacou uma profissional da área da saúde. A vítima nada sofreu graças à interferência de um vizinho, que ouviu barulhos e gritos. Também em Lavras, ele cometeu alguns furtos e se envolveu com a polícia.

Possuidor de uma extensa ficha criminal, com 16 páginas, Arquimedes foi preso em 1996 e cumpriu pena na cidade de Alfenas até o ano de 2000, ocasião em que liderou uma rebelião na cadeia daquela cidade. Na época ele fingiu ter sido atingido por um tiro. De alfenas ele foi transferido para o presídio de Unaí, na região Noroeste do Estado, onde permaneceu até 2005.

De Unaí Arquimedes foi transferido para a Penitenciária Dutra Ladeira, em Neves, onde permaneceu até fevereiro deste ano, ganhando a liberdade condicional. De fevereiro até o dia 11, terça-feira, quando foi preso pelo policial militar André Duarte, que estava a paisana e prendeu Arquimedes acreditando ser um assaltante. Arquimedes havia acabado de invadir um prédio no bairro Lagoa, em Ribeirão das Neves.

Ele chamou o morador por interfone dizendo que estava interessando em alugar um apartamento e pediu para entrar no prédio. A moradora abriu o portão e ainda mostrou um apartamento vago. Arquimedes aproveitou e invadiu o apartamento da vítima, no andar de baixo, já que ele estava aberto.

O marido da vítima estava em casa, deitado, com uma perna quebrada. Ele ouviu os gritos de socorro e começou a pedir ajuda. Arquimedes tentou fugir, mas foi parado pelo policial militar André Duarte, que estava de folga. Arquimedes apresentou a ele uma falsa carteira de identidade. O militar acionou uma radiopatrulha e os policiais reconheceram Arquimedes como sendo o maníaco procurado.

Na delegacia ele alegou que estava roubando para conseguir dinheiro para vir se entregar ao delegado Cléber Porvidor, na XXX Delegacia Regional de Segurança Pública (Depol), em Lavras. Também na delegacia em Ribeirão das Neves Arquimedes disse que quando era criança foi vítima de violência sexual por parte de um primo - a declaração foi para tentar justificar suas atitudes.

Na quinta-feira, dia 13, Arquimedes confessou todos os seus crimes. Por causa deles ele deverá agregar mais 20 anos a sua pena. As vítimas o reconheceram como sendo o maníaco. Ele está preso em cela individual.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras