Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Política /


Publicada em: 24/01/2013 11:03 - Atualizada em: 24/01/2013 17:24
Deputado lavrense bate de frente com decisão do diretório nacional do PSD
Deputado Fábio Cherem está insatisfeito com posição do presidente nacional do PSD em apoiar Dilma para a reeleição. Cherem quer Aécio

Deputado Fábio Cherem. Foto: Assembleia Legislativo

 

Siga-nos no Twitter: @jlavras

O PSD mineiro, partido do prefeito Marcos Cherem, entrou em rota de colisão com a direção nacional, isso porque o presidente nacional do PSD, o ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que além de ser o presidente nacional é o fundador do partido, manifestou interesse em apoiar a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT).

A declaração caiu como uma bomba nos meios políticos. O PSD é um dos partidos mais fortes em Minas e faz parte da base de apoio do governo mineiro, do PSDB. O deputado federal licenciado Alexandre Silveira (PSD), integrante do Diretório Estadual da legenda, mandou um recado para Kassab: indiferente da posição da Direção Nacional, o PSD mineiro vai apoiar a candidatura do senador Aécio Neves.

O PSD ocupa hoje duas secretarias de Anastasia: a de Desenvolvimento Social, com o deputado estadual afastado Cássio Antônio Ferreira Soares, e a de Gestão Metropolitana, com Alexandre Silveira, que já disparou: "tenho motivos suficientes para deixar o PSD".

O PSD já está dividido na capital mineira depois do episódio do rompimento da aliança entre PT e PSB. Enquanto a executiva estadual, comandada pelo empresário Paulo Safady Simão, seguiu a orientação de Kassab para aliar a Patrus Ananias (PT), parlamentares mineiros, liderados por Silveira e pelo deputado estadual Gustavo Valadares, registraram o partido na chapa do prefeito Marcio Lacerda (PSB).

A direção da executiva nacional, para apoiar o candidato petista, se justificou alegando que o cenário político havia mudado desde a convenção do partido, anterior ao rompimento entre PT e PSB.

Ontem os integrantes do PSD mineiro mostraram que estão dispostos a deixar o partido. Segundo Alexandre Silveira, a insatisfação pelo posicionamento do presidente nacional do PSD não reflete apenas nos políticos mineiros. Segundo ele, na ocasião em que o partido foi criado, a proposta do ex-prefeito de São Paulo era de que o PSD seria independente até passarem as eleições presidenciais. Dois deputados fizeram coro com o colega parlamentar: Gustavo Valadares, que disse "O Kassab está indo contra tudo o que ele pregou no início do partido"; e o deputado Fábio Cherem, que completou: "Todos nós vamos trabalhar para a eleição do senador Aécio Neves".

 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras