Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Comportamento /


Publicada em: 16/01/2013 07:48 - Atualizada em: 16/01/2013 13:02
MST ocupou a praça de pedágio de Santo Antônio do Amparo nesta terça-feira
A praça de pedágio da BR-381, rodovia Fernão Dias, da OHL, concessionária que administra a rodovia, foi ocupada ontem pelo MST

Ontem, o Movimento Sem Terra ocupou a praça de pedágio da Fernão Dias, em Santo Antônio do Amparo, como fez em abril do ano passado. Esta imagem foi registrada pelo Jornal de Lavras na manifestação ocorrida em 2012 no mesmo local

 

Siga-nos no Twitter: @jlavras

Um grupo de membros do Movimento Sem Terra (MST) ocupou a praça de pedágio de Santo Antônio do Amparo na tarde de ontem, terça-feira, dia 15, eles realizaram uma manifestação pacífica por cerca de cinco horas. Os Sem Terras chegaram em quatro ônibus lotados, com cerca de 220 pessoas, entre homens, mulheres, crianças e idosos.

Eles informaram que manifestavam devido as desapropriações prometidas pelo Governo Federal no ano de 2012, a qual não foram cumpridas.

No dia 17 de abril do ano passado, um grupo de Sem Terras promoveu, na mesma praça de pedágio, uma manifestação, o chamado "Abril Vermelho", que tinha como porta-voz o líder Silvio Neto, da direção estadual do MST. Na época ele alegou que a manifestação era para chamar a atenção para os seguintes acontecimentos: lembrar o massacre de Eldorado dos Carajás e pedir justiça contra os acusados de liderarem a ação da Polícia Militar do Pará, em 1996, na BR-155, que terminou com 21 camponeses mortos. Também pela impunidade dos dois comandantes da polícia militar condenados há 220 anos de prisão pelos crimes, mas estavam soltos.

Os manifestantes da época reivindicavam a desapropriação da usina de Ariadnópolis, em Campo do Meio, e a posse imediata do latifúndio improdutivo de Fortaleza de Santana, em Goianá, na Zona da Mata de Minas.

A manifestação de ontem começou às 12h no quilometro 634 da pista e teve fim às 17h. Segundo a assessoria de imprensa da Autopista Fernão Dias, os manifestantes fecharam parte da rodovia nos dois sentidos. Durante a manifestação, os automóveis que passaram pelo pedágio não pagaram tarifa.

 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras