Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Política /


Publicada em: 06/10/2012 20:52 - Atualizada em: 06/10/2012 21:12
(Plantão Eleições) Duas cidades do Sul de Minas escolherão seus candidatos pelo sistema de biometria
Cinco por cento dos 140 milhões de eleitores que vão às urnas amanhã, escolherão seus candidatos pelo sistema de biometria.

Foto ilustrativa

 

Siga-nos no Twitter: @jlavras

Amanhã 140 milhões de brasileiros vão às urnas para escolher prefeitos e vereadores; destes, 7 milhões escolherão através do sistema de biometria, que identifica o leitor através de suas impressões digitais. No Sul de Minas foram escolhidas para ser cidades piloto de experimentação em voto com o sistema biométrico, apenas duas cidades, são elas: Itapeva e Marmelópolis.

A escolha destas cidades não foi por acaso, é que nelas foram, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), depois de uma correição eleitoral, cancelados mais de dois mil títulos. O município de Itapeva tem 8.674 habitantes e deste total, 6.787 são eleitores, contudo, nem todos poderão participar destas eleições, pois a Justiça Eleitoral cancelou 1.440 títulos. Em 2007, o TRE fez uma revisão para saber quantos eleitores, de fato, tinham vínculo com a cidade e 28,5% deles não foram encontrados.

A correição eleitoral também foi feita em Marmelópolis e dos 2.978 habitantes, apenas 2.497 estão aptos para votar. Segundo o TRE, 22,5% das pessoas que se declararam eleitores na cidade também não foram localizadas e 696 títulos foram cancelados.

Após o levantamento, todos os eleitores das duas cidades foram convocados pelo TRE para uma revisão. O TRE quer esclarecer se as pessoas já moraram no município e se mudaram sem transferir o título, ou então se estas pessoas realmente nunca moraram nestas cidades e vão apenas só para votar.

Os eleitores que não foram encontrados tiveram até maio deste ano para comprovar o vínculo com os municípios. Quem teve o título cancelado, só poderá regularizar a situação a partir da segunda quinzena de novembro. Para isso, o eleitor deve comparecer ao cartório eleitoral com um comprovante de residência no próprio nome e um documento oficial com foto.

 Com a votação biométrica torna-se impossível qualquer tipo de fraude nas eleições, já que os eleitores são identificados pelas digitais. A medida vem para garantir a segurança nas eleições, já que ninguém tem digital igual, ou seja, ninguém poderá votar pelo outro. Em todo estado, 21 cidades terão votação pelo sistema biométrico.

 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras