Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Política /


Publicada em: 29/08/2012 12:51 - Atualizada em: 29/08/2012 18:02
Quando política vira caso de polícia: seis ocorrências em um dia na área do 8º Batalhão
Policiais do 8º Batalhão de Lavras registraram 6 ocorrências envolvendo políticos na região em apenas um único dia.

        

               Imagem ilustrativa

 

Siga-nos no Twitter: @jlavras

A política em Luminárias virou caso de polícia. Na tarde de ontem, terça-feira, dia 28, o representante da coligação PT/PMDB/PDT procurou a Polícia Militar para denunciar seus opositores. O representante da coligação relatou aos policiais do destacamento daquela cidade que elementos desconhecidos destruíram banners de propaganda eleitoral da coligação mencionada.

Os banners, 25 no total, estavam distribuídos em pontos estratégicos da cidade e foram destruídos. O denunciante comprovou a denúncia apresentando fotografias do material danificado.

Também ontem, na cidade de Areado, uma candidata a vereadora do PSDB procurou a Polícia Militar para denunciar uma fraude. Ela alegou que alguém havia usado a fotografia de um de seus "santinhos" e criado um perfil no Faceboock, com o mesmo nome dela. Na foto ela aparece ao lado de duas de suas filhas.

Na cidade de Estiva, também na área do 8º Batalhão, um oficial de justiça procurou a polícia e relatou que havia constatado irregularidade de propaganda eleitoral na praça principal daquela cidade. Segundo ele, dois veículos estavam com o sistema de som ligado próximo a prédios públicos como escolas, igrejas, Santa Casa e a Maternidade, o que é proibido pela lei eleitoral. Os veículos foram recolhidos pela Polícia Militar.

Em Carmópolis de Minas, também no dia de ontem, um candidato a vereador procurou a polícia para registrar um boletim de ocorrência de danos em seu material de propaganda política, segundo ele, uma de suas placas foi danificada e exatamente em cima de sua fotografia.

Em Capitólio a situação foi diferente das outras cidades: na tarde de ontem o advogado do Partido dos Trabalhadores daquela cidade relatou a Polícia Militar que agentes administrativos estariam circulando com pesquisadores eleitorais e os direcionando para as residências com afinidade política de outro partido. Os pesquisadores contaram a polícia que foram contratados para fazer uma pesquisa de intenção de votos no perímetro urbano e rural daquele  município e que estavam apenas sendo guiados pelos agentes administrativos porque não conheciam a zona rural, mas que eles não estavam interferindo na pesquisa.

Em Alterosa, um candidato a prefeito procurou a polícia para denunciar um cidadão que havia ateado fogo em sua placa de propaganda política.

 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras