Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


polícia / Golpe /


Publicada em: 02/08/2012 19:24 - Atualizada em: 03/08/2012 06:13
Três pessoas registraram ocorrências na PM de crime de estelionato
Ocorrências de golpes contra pessoas vem crescendo em Lavras, nesta quinta-feira foram três casos registrados pela polícia.

         

Falsários utilizam números de documentos de pessoas idôneas para falsificar RG, CPF e outros documentos para aplicar golpes

 

Siga-nos no Twitter: @jlavras

Os crimes de estelionatos tem crescido muito em Lavras e na região, apenas no dia de hoje, quinta-feira, dia 2, a Polícia Militar registrou três ocorrências desta modalidade criminosa. A primeira ocorrência foi registrada às 10h, quando uma mulher de 52 anos procurou uma grande loja de calçados na cidade para efetuar uma compra a prazo, ela foi informada pela atendente que em seu nome constava uma pendência na operadora de telefonia celular Claro, por esta razão ela não poderia levar o produto.

Constrangida, a mulher foi até a loja da Claro e tomou conhecimento que em janeiro deste ano alguém havia adquirido um aparelho celular em seu nome e não pagou, deixando para ela uma conta de R$ 260, por esta razão que seu nome havia sido colocado no Serviço de Proteção ao Credito (SPC).

Na Claro foi apresentado a ela um contrato assinado e a assinatura não confere, bem como o endereço fornecido. Ela então procurou a polícia e registrou a ocorrência para tentar limpar o seu nome, que foi manchado por um golpista.

O segundo caso de golpe foi registrado 20 minutos depois, uma mulher de 30 anos, moradora de Ijaci, procurou a polícia e narrou o seguinte fato: ela havia recebido uma ligação da Itaú Financeira, da cidade de Salvador, na Bahia, cobrando dela a quantia de R$ 2.150. Ela não possui cartão de crédito e o endereço que consta na Itaú Financeira é de Ribeirão das Neves, na Região metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). A empresa informou a ela que o débito se refere a compras efetuadas na rede de supermercados Extra.

À tarde, por volta de 16h, um homem de 37 anos procurou o posto avançado da PM no UAI (Unidade de Atendimento Integrado), alegando que teria sido informado em uma loja de Lavras, onde queria abrir um crediário, que seu nome estava negativo no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).

Ele foi informado que alguém adquiriu um telefone na operadora Claro e contraiu uma conta no valor de R$ 700. Ele também registrou um boletim de ocorrência para tentar provar que algum golpista usou seus documentos para contrair a dívida em seu nome.

 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras