Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Política /


Publicada em: 29/05/2012 21:40 - Atualizada em: 30/05/2012 09:15
"O Presidente da Câmara atacou covardemente meu filho de 12 anos", disse Silva Júnior sobre o B.O.
Silva Junior manisfestou, em seu Facebook, sobre o boletim de ocorrência registrado contra ele.

        

      O Jornalista Silva Júnior explicou os motivos pelos quais foi até a Câmara na tarde de hoje. Foto: Jornal de Lavras

 

Siga-nos no Twitter: @jlavras

O vereador e presidente da Câmara Municipal, Evandro Castanheira Lacerda, procurou a Polícia Militar na tarde desta terça-feira, dia 29, alegando estar sendo ameaçado, e registrou um boletim de ocorrência contra o jornalista Cacildo Silva Júnior.

Segundo Castanheira, por volta de 15h de hoje, compareceu ao prédio da Câmara Municipal o jornalista Silva Júnior; ainda segundo Castanheira, ele estava "descontrolado dizendo a todo o momento que queria conversar com o presidente da Câmara Municipal e que iria bater no mesmo".

A reportagem do Jornal de Lavras tentou entrar em contato com o jornalista, mas o telefone celular estava desligado ou fora de área de serviço. Pouco mais de uma hora após a publicação do fato pelo Jornal de Lavras, o jornalista Silva Júnior manifestou, em seu perfil do Facebook, sobre o ocorrido.

Em sua manifestação, o jornalista questionou Evandro Castanheira: "Será que o senhor ao fazer boletim de ocorrência contra mim informou que fui a sede da câmara tão somente pedir a copia da sessão da câmara aqual o senhor covardemente atacou a mim e meu filho de 12 anos acusando ele de ter causado bullying a sua filha sem com isso apresentar qualquer prova ??"

Silva Junior escreveu ainda: "Será que foi homem o suficiente para dizer isso aos policiais que atacou a imagem de uma criança utilizando um sinal de TV que funciona de forma irregular (para não dizer pirata) custeado com o dinheiro dos cofres públicos?". Sobre este fato, o jornalista continuou questionando Castanheira: "Que vestiu a carapaça pública e, sem direito a defesa, atacou a honra de uma pessoa inocente de apenas 12 anos?!".

Ainda na manifestação, Silva Junior desafiou o presidente da câmara a conceder a ele o mesmo espaço utilizado, na próxima sessão, para que pudesse defender o seu filho e a si mesmo. Ele foi enfático ao dizer que sustentaria tudo aquilo que denunciou na mídia, denúncias estas que estão sendo investigadas pelo Ministério Público.

Ao final, o jornalista explicou que procurou a sede da câmara e que procurou pelo presidente para, tão somente, requisitar a copia da sessão onde está, segundo ele, "comprovada a atitude" do vereador Evandro Castanheira Lacerda.

 

Leia a notícia anterior sobre este caso, publicada pelo Jornal de Lavras:

 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras