Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


polícia /


Publicada em: 14/01/2012 10:18 - Atualizada em: 14/01/2012 15:33
Estudantes cultivavam maconha no quintal de república em Lavras
República de estudantes no bairro Centenário cultivava maconha.

     

         Pés de maconha foram arrancados e levados pela Polícia Militar

 

Siga-nos no Twitter: @jlavras

Na tarde de ontem, sexta-feira, dia 13, a Polícia Militar realizou uma operação que terminou com a prisão de um estudante de uma república na rua Otagíbio Alves de Araújo, no bairro Centenário. A polícia trabalhou em cima de informações levantadas pelo serviço de informação da corporação. Eles receberam a informação de que naquela república os estudantes estariam cultivando maconha e que um grande número de jovens frequentava aquele local.

Diante das informações levantadas, uma viatura do Tático Móvel foi até o local e os militares surpreenderam o estudante Diego Rola Ribeiro, de 22 anos, natural de Ponte Nova (MG); ele franqueou a entrada dos policiais na república, onde encontraram, num dos quartos, sementes de maconha. No quintal da casa, os policiais encontraram quatro pés da droga plantados entre hortaliças e outra vegetação para mascarar o cultivo e não chamar a atenção.

O estudante Diego disse que a droga pertencia aos moradores da republica e que eles estariam viajando. A Polícia Técnica do Sexto Departamento de Polícia Civil, com sede em Lavras, identificou a maconha e um dos pés seria da espécie "Skank", uma das mais fortes. No porão da república os policiais encontraram um artefato de tela de plástico afixado em duas madeiras que era usado para cobrir a droga e protegê-la do sol. Além disso, os policiais encontraram uma placa com duas lâmpadas que eram usadas para secar a maconha.

Os pés de maconha foram arrancados e juntamente com os artefatos levados para a 1ª Delegacia Regional, com sede em Lavras. A república dos estudantes situa-se a  cerca de cem metros de uma escola, o que agrava ainda mais a situação dos estudantes. No Centenário existem também dezenas de repúblicas, que já estão sendo monitoradas pela polícia, estas repúblicas são frequentadas por muitos jovens que já estão sendo investigados. O nome dos outros estudantes colegas de Diego, bem como o nome da república não foram divulgados.

 

Envie para um amigo
Voltar


                                                               Quer saber? www.jornaldelavras.com.br
                                                                  A informação a um click de você

                                                                    Acompanhe o Jornal de Lavras no Twitter: twitter.com/jlavras  

                                                                  E também pelo Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras