Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


polícia / Homicídio /


Publicada em: 19/12/2011 21:53 - Atualizada em: 20/12/2011 12:21
Assassino do "Bar Segredos", em Lavras, se apresentou a polícia e está preso
Frieza que assustou a imprensa e até a polícia: assassino disse que não se arrependeu de ter matado Alan e que nem lembrava mais por que fez aquilo.

     

         João Paulo Fidelis da Silva: "não me arrependi de ter matado ele". Foto Jornal de Lavras

 

Siga-nos no Twitter: @jlavras

Na madrugada de domingo, dia 18, ocorreu o sétimo homicídio na cidade, ele aconteceu no antigo Bar Segredo, hoje com o nome de "Bar do Milani", na rua Lourenço Menicucci, quase esquina com a Álvaro Botelho. Alan Andrade dos Santos, 31 anos, morador da rua Custódio de Souza Pinto, estava no bar em companhia de Thiago Brito da Silva, de 24 anos, quando resolveu sair um pouco, segundo Thiago.

Não demorou muito Alan entrou gritando no bar com as mãos no pescoço e sangrando muito, ele não aguentou e morreu, vítima de um golpe de faca. A Polícia Militar chegou e ninguém sabia de nada.

Hoje, segunda-feira à tarde, o assassino se apresentou para a polícia, seu nome é João Paulo Fidelis da Silva, ele tem 19 anos. João Paulo se apresentou e depois levou a PM até a sua casa, na rua Fernando Haddad, para entregar a faca (foto ao lado) que ele usou para cortar o pescoço de Alan e matá-lo.

Ele estava no PPC (Posto de Polícia Comunitária) Sudeste, no Lavrashopping sendo interrogado para a elaboração do boletim de ocorrência. Muito tranquilo e as vezes até sorrindo, João Paulo disse que não se arrependeu de ter matado Alan, disse também que sempre andou armado e justificou: "para me defender nas brigas que tenho por aí".

A frieza de João Paulo chega a assustar, ele não conseguiu explicar porque razão matou Alan, disse que foi por causa de algumas brigas que teve com ele, mas contou: "nem me lembro mais, foi por causa de umas briguinhas aí". João Paulo foi conduzido para a 1ª Delegacia Regional, do Sexto Departamento de Polícia Civil, com sede em Lavras.

A reportagem do Jornal de Lavras apurou que a Polícia Civil havia investigado João Paulo e que se não tivesse se entregado hoje, seria preso amanhã, já que os agentes de polícia já estavam com um mandato de prisão expedido contra ele. A Polícia Civil fez um trabalho investigativo e já havia descoberto quem matou Alan.

 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras