Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Click do Leitor /


Publicada em: 27/11/2023 11:36 - Atualizada em: 27/11/2023 17:37
Lavras já registra este ano, mais de 4 mil casos de dengue e 11 de chikungunya com 4 mortes
Três pessoas foram vítimas da dengue e uma da chikungunya. Agentes de combate às endemias já se qualificaram para dar início ao combate ao mosquito

Agentes de combate às endemias estão preparados e qualificados para enfrentar mais este ano o mosquito Aedes aegypti, mas a participação da comunidade é tão ou mais importante. Foto: Ascom/PML

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481
 

O verão está chegando e a dengue pode se tornar uma ameaça para os lavrenses. Este ano, segundo dados do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), divulgado no dia 20, segunda-feira passada, já foram confirmados 4.084 casos de dengue em Lavras, com 3 óbitos.

Outra doença pode se tornar um problema ainda maior que a dengue, é a chikungunya, que deixa sequelas muito graves, ela pode levar o paciente para a cadeira de rodas por um longo período, além de dores fortes nas articulações. Em Lavras este ano já foram confirmados 11 casos de chikungunya com uma morte. Tanto a dengue quanto a chikungunya e a zika são doenças graves que podem matar e elas são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

Elas podem ser evitadas, mas isso depende do poder público, que faz sua parte com visitas periódicas nas casas, também promovem mutirões de limpeza em bairros além da dedetização em casos onde afloram focos de mosquitos.

Na outra ponta da linha tem os moradores, que junto com o poder público forma uma rede de combate ao mosquito. A população é a peça mais importante nesta luta contra o Aedes aegypti.

O que podemos fazer para combater os mosquitos e evitar estas doenças não exige muito sacrifício, basta colocar areia nos pratos dos vasos de plantas, guardar pneus em locais cobertos, deixar garrafas e outras vasilhas viradas para baixo para não captar água da chuva, amarrar os sacos de lixo, limpar calhas das casas e manter a caixa d'água bem fechada.

Na semana passada os agentes municipais de combate às endemias participaram de uma qualificação para ações a serem executadas no verão, época de maior proliferação do mosquito. Uma dessas ações foi à aplicação do inseticida à base de permetrina no interior de domicílios, para controle do mosquito Aedes aegypti, que será utilizado pela primeira vez em Lavras e na região.

A qualificação da equipe da Vigilância em Saúde foi realizada em parceria com a Coordenação Estadual de Vigilância de Arboviroses e Controle Vetorial, da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES – MG). A qualificação dos agentes foi para preparar as equipes para o enfretamento do vetor das arboviroses para o próximo período sazonal, durante o verão, quando é maior a proliferação do mosquito. Uma das fases do treinamento foi a aplicação do inseticida à base de permitrina no interior de domicílios.

A permetrina é aplicada no interior das residências pela tecnologia Aerosystem, introduzida pela SES-MG em 2018. A aplicação do inseticida requer capacitação dos agentes para que a ação alcance o objetivo, que é eliminar a fêmea do Aedes aegypti do ambiente.

 

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 


 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br  - 只需点击一下即可获取信息
拉夫拉斯/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram:@jornaldelavras 
推特:twitter.com/jlavras 
脸书: www.facebook.com/jornaldelavras