Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Matéria Jornalística /


Publicada em: 03/11/2023 18:00 - Atualizada em: 04/11/2023 12:01
Aeroclube de Lavras homenageou o seu grande benfeitor no Dia de Finados
A direção também homenageou com orações outros colaboradores, como Miguel Ângelo dos Santos e Paulo Eduardo Canestri

Lavras hoje possui uma das melhores escolas de pilotagem do Brasil e alunos, com a direção do Aeroclube, participaram da homenagem ao benfeitor Antônio Vaz Monteiro

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481
   

Na manhã de ontem, quinta-feira, dia 2, Dia de Finados, os integrantes do Aeroclube de Lavras foram uniformizados até o cemitério São Miguel para prestar homenagens a um grande benfeitor: Antônio Vaz Monteiro, que impulsionou a aviação em Lavras e, graças a ele, hoje a cidade tem uma escola de aviação de renome nacional.

Antônio Vaz Monteiro morreu há 79 anos, no dia 10 de outubro de 1944, no Rio de Janeiro, depois de contrair uma doença no Continente Africano. Mas seu amor por Lavras era tão grande que, apesar de português de nascimento, havia decidido que seus restos mortais deveriam ser depositados em Lavras, e sua vontade foi atendida. Seu corpo foi transladado para Lavras onde foi sepultado no Cemitério Paroquial São Miguel.

Antônio Vaz Monteiro foi diretor da Companhia Fabril Mineira e aqui residiu por muitos anos, onde, entre outras coisas, fundou o Hospital das Crianças, construiu o hangar do campo de aviação, o estádio de futebol do Fabril, modernizou e ampliou a frente de empregos na Fabril Mineira.

Em sua homenagem, uma avenida de Lavras recebeu o seu nome, e o Hospital das Crianças passou a denominar-se "Vaz Monteiro", e o mesmo aconteceu com o hangar do aeroporto.

Hoje, 79 anos depois de sua morte, Vaz Monteiro foi homenageado pelos integrantes do Aeroclube de Lavras, homenagem que o Aeroclube de Lavras presta há mais de 25 anos ao seu grande benfeitor. A homenagem deste ano foi em parceria com o Hospital Vaz Monteiro: um arranjo de flores foi postado na sepultura.

Na foto que ilustra esta matéria, nenhuma dessas pessoas havia nascido quando Vaz Monteiro faleceu, mas a direção do Aeroclube de Lavras nunca esquece seu benfeitor e sempre que tem oportunidade, menciona o seu nome. "É nossa esperança que os futuros dirigentes destas duas instituições preservem a memória de nosso benemérito Antônio Vaz Monteiro", expressou um dos membros da diretoria do Aeroclube.

Os integrantes do Aeroclube de Lavras também visitaram a sepultura de outro grande colaborador daquela instituição: Miguel Ângelo dos Santos, o "Miguelão", que morreu há 9 anos, no dia 29 de novembro de 2014. Ele também foi homenageado com a oração universal, o Pai Nosso. O Aeroclube de Lavras prestou uma homenagem a Miguel Ângelo, denominando a Escola de Planadores de Lavras com seu nome.

Outro nome lembrado nas orações foi a de Paulo Eduardo Canestri, o Paulinho, que foi Conselheiro Fiscal do Aeroclube de Lavras e faleceu no dia 3 de julho deste ano. Seu corpo não foi sepultado no cemitério. Como era de seu desejo, o corpo foi cremado e suas cinzas lançadas, numa cerimônia emocionante com a presença de seus familiares, sobre a serra da Bocaina e sobre a pista de pouso e decolagem do aeroporto de Lavras no dia 12 de julho, 9 dias após sua morte.

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 


 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br  - 只需点击一下即可获取信息
拉夫拉斯/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram:@jornaldelavras 
推特:twitter.com/jlavras 
脸书: www.facebook.com/jornaldelavras