Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


destaque / Esporte /


Publicada em: 22/07/2011 00:15 - Atualizada em: 22/07/2011 13:27
Lavrenses estiveram perto do céu, na ponta do Dedo de Deus
Uma aventura inesquecível de um grupo de seis lavrenses no Rio de Janeiro: escalar o Pão de Açúcar e o Dedo de Deus.

     

           Lavrenses no topo do Dedo de Deus, na região serrana do Rio de Janeiro

 

O Jornal de Lavras tem uma AGENDA com os melhores eventos de Lavras e região. Quer saber? Clique aqui.

O esporte sempre teve associado ao nome de Lavras, desde décadas passadas com o atletismo do professor José Lima, temos equipes de mountain bike, de lutadores de karatê e de jiu jitsu, voleibol, futebol, atletismo e muitos outros. Uma modalidade esportiva que existe em Lavras e pouca gente tem conhecimento é a de escaladores de montanhas, são jovens aventureiros que escalam paredões íngremes de pedras.

Na sexta-feira, dia 15, um grupo de jovens escaladores, da Empresa A Via – Escola de Escalada e do Núcleo de Esporte e Turismo de Aventura de Lavras foram em busca de uma aventura no Rio de Janeiro, eles foram escalar um dos símbolos do Brasil, o Pão de Açúcar, na cidade do Rio de Janeiro e o Dedo de Deus, na Serra dos Órgãos, um pico de 1.692 metros de altitude na Serra do Mar, entre as cidades de Petrópolis, Guapimirim e Teresópolis.

A equipe formada pelos escaladores Flávio Sidney, Patrícia Vieira, Túlio Bastos, Vinicius do Couto, Edilson Bento e Leandro Gaio contou com auxílio dos escaladores cariocas Alan Muller e Marcelo Emerick, além do escalador lavrense, atualmente residente no Rio de Janeiro, Sérgio Ricardo, na logística, hospedagem, orientação e guia pelas trilhas de acesso e vias de escalada, imprescindíveis para o sucesso da equipe.

No sábado, dia 16, a equipe venceu o primeiro desafio: escalaram o Pão de Açúcar. As dificuldades encontradas pelos escaladores foram compensadas pela beleza da paisagem, que apenas eles tiveram o privilégio de desfrutar pelo ângulo do paredão de pedra vencido por eles em quatro horas de escalada. Eles tiveram também o privilégio de ver, do alto do símbolo do Rio de Janeiro e um dos marcos do Brasil, o por do sol e o nascer da lua cheia.

No domingo, dia 17, o grupo partiu para a principal aventura, a escalada do Dedo de Deus, uma das escaladas mais tradicionais do montanhismo brasileiro, vencido pela primeira vez em abril de 1912, por José Teixeira Guimarães e os irmãos Acácio, Alexandre e Raul Carneiro. Escalar o Dedo de Deus foi, até bem pouco tempo, a escalada de montanha mais difícil do Brasil.

Com o passar dos anos, com equipamentos cada vez mais sofisticados e seguros, com a descoberta de outras montanhas mais difíceis, o Dedo de Deus passou a ser uma escalada segura, mas sem perder o grau de dificuldade.

A equipe lavrense de escaladores saiu do município de Magé às 6h, chegando a Teresópolis e iniciando a caminhada de aproximação à montanha por volta das 7h. Foram 4 km de subida com aclive médio de 45 a 60 graus, extremamente íngreme e exaustivo, com passagens em cabo de aço, denominadas Vias Ferratas, em locais de grande exposição e risco. O trecho de subida durou cerca de duas horas e em seguida o grupo se organizou para iniciar a escalada, dividindo a equipe em quatro duplas de escaladores. Cada dupla era formada por um guia e um escalador de apoio, que além de dar segurança à subida do guia, transportava os equipamentos, água e alimentação.

A escalada em si é bem técnica possuindo fendas, aderências, agarras e chaminés, onde a ascensão é realizada entalando-se o corpo nos espaços existentes na rocha. Foram três horas de escalada com um bom nível de dificuldade, exigindo grande esforço físico e excelente nível de preparação psicológica de todos os membros da equipe.

Os escaladores chegaram o topo da montanha por volta das 13h e foram recompensados com a paisagem que descortinou para eles da região serrana do Rio de Janeiro. Depois de se deliciar com a paisagem de cima do Dedo de Deus, a equipe deu início ao processo de descida da montanha, o que foi concluída às 17h.

Às margens da BR-116 os escaladores de Lavras se despediram dos colegas cariocas e retornaram para Minas Gerais, com a sensação de ter desafiado a natureza, superando os limites impostos pelas montanhas do Rio de Janeiro.

Clique aqui e comente esta notícia no Facebook do Jornal de Lavras

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras