Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


polícia / Diversos /


Publicada em: 23/01/2021 16:33 - Atualizada em: 23/01/2021 20:19
Bombeiros capturaram cobra que invadiu uma casa em Lavras
O réptil foi devolvido ao seu ambiente natural

Cobra-cipó, cobra-verde ou cobra-passarinheira, este réptil é inofensivo e por isso, após ser capturado, foi solto em seu ambiente natural. Foto: Corpo de Bombeiros de Lavras

.


Diário da obra Dê play para ver

  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

O Corpo de Bombeiros foi chamado na tarde de ontem, sexta-feira, dia 22, na rua Tenente Fulgêncio, no bairro Santa Efigênia, para atender uma ocorrência de captura de cobra no interior de uma residência.

Os bombeiros constataram que se tratava de uma cobra grande de cor verde, conhecida como cobra-cipó (Philodryas ofersi), assim chamada porque vive nas árvores confundindo-se com a vegetação. Ela é também chamada de cobra-verde-passarinheira, por ser hábil na caça a passarinhos.

As serpentes possuem quatro tipos de dentição: áglifa, opistóglifa, proteróglifa e solenóglifa. A cobra-cipó é uma serpente opistóglifa, a característica desta cobra é que ela tem dentes capazes de inocular o veneno, porém são encontrados no final da mandíbula, diferentes das serpentes solenóglifa, que tem peçonhas na frente por onde inoculam o veneno.

Os bombeiros capturaram a cobra e a soltaram em uma mata, isso porque ela não representava perigo e também não é uma cobra agressiva. Ela, por instinto, foge da presença dos humanos, só ataca com bote se for acuada.

Recentemente um lobo-guará foi filmado andando pelas ruas da cidade à noite, também uma capivara invadiu uma casa e foi resgatada por bombeiros. É muito comum hoje em Lavras a presença de canários do reino, pombas trocais e outros pássaros, que há poucos anos só eram vistos na zona rural. A expansão das cidades e a devastação de ambientes naturais têm obrigado animais selvagens a migrarem para habitats humanos, essa adaptação dos animais aos locais criados pelos homens é chamada, pelos biólogos, de sinantropia.

Em busca de alimentos, muitos bichos acabam indo para além de seu habitat natural e, quando chegam aos centros urbanos, se perdem, sem conseguir voltar. Outro problema frequente são as queimadas, elas fazem com que os animais fujam para sobreviver.

Se você deparar com uma situação como dos moradores do bairro Santa Efigênia, ou da moradora do bairro Cascalho, que no início de dezembro encontrou uma capivara na garagem e sua casa, acione imediatamente os bombeiros ou os policiais do Meio Ambiente, eles sabem como resgatar os animais e devolvê-los ao seu habitat natural. Não mate ou maltrate um animal silvestre.

 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Leia também:

 

Casal que vendia droga pelo sistema delivery e recebia com cartão foi preso em Lavras
IBGE vai contratar 106 pessoas em Lavras para a realização do Censo 2021
Gasolina e óleo diesel terão reajuste nesta sexta-feira; este é o quarto reajuste do ano
SES vai suspender cirurgias eletivas não essenciais em todo o estado por causa da Covid
Procura por agricultor de Lavras que estava desaparecido chega ao fim de forma trágica
Vereador Possato protocolou pedido de instauração da CPI das Vacinas em Lavras
LabCovid: Ufla explica como funciona o laboratório - veja vídeo
Copasa pode ter que devolver cobrança a mais de 500 mil consumidores
Acidente na BR-265 destrói 16 doses de vacina contra Covid
Ladrões furtaram bobinas de fios de cobre para vender como sucata em Lavras, material avaliado em R$ 10 mil

.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras