Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


polícia /


Publicada em: 06/06/2011 23:14 - Atualizada em: 05/06/2012 23:45
Caso Festival Roda Viva: advogados do pai de um dos estudantes deverão chegar em Lavras nesta terça
É aguardada para esta terça-feira, a chegada de advogados do departamento jurídico da empresa do pai de um dos estudantes para resolver as pendências deixadas em Lavras.

     

        Rildo Penido, advogado dos prestadores de serviços. Foto: Jornal de Lavras

 

Está prevista a chegada a Lavras, nesta terça-feira, dia 7, dos advogados do pai de um dos estudantes que estava promovendo o Festival Universitário Roda Viva. O pai de um dos organizadores conversou com o advogado Rildo Morais Penido, de Lavras, que representa os prestadores de serviços que foram prejudicados com a falta do pagamento da prestação de serviços executado no Expolavras Show, onde foi realizado parcialmente o festival.

Um boletim de ocorrência foi redigido no 6º Departamento de Polícia Civil, na 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil (Depol), na segunda-feira, dia 6, por seis prestadores de serviços, que vão desde o fornecimento de material elétrico até a locação de banheiros químicos, tendas, estrutura metálica, palco, gradil de isolamento e outros.

O advogado Rildo Penido conversou com a reportagem do Jornal de Lavras e disse que aguarda a chegada do representante legal da empresa de propriedade do pai de um dos organizadores, para solucionar as pendências com os prestadores de serviço que ele representa.

O advogado Rildo disse que o pai do estudante falou que pretende solucionar também os problemas das pessoas que adquiriram os ingressos para o show de sábado. Isso será tratado com a autoridade policial.

Rildo confirmou que os dois rapazes trancaram as matrículas dos cursos que estudavam na Universidade Federal de Lavras (Ufla), para poderem dedicar todo o tempo à realização do festival; as matrículas foram trancadas em janeiro.

Questionado se ele acredita que os rapazes teriam fugido com o dinheiro, como estava sendo cogitado, inclusive por seus colegas de república, o advogado Rildo disse que não acredita nisso, para ele, os dois rapazes são jovens e inexperientes, e quando perceberam que o festival estava fadado ao fracasso, se desesperaram e fugiram. O advogado Rildo acredita também que, se eles levaram dinheiro, não foi mais que R$ 1 mil, conclusão que chegou ao fazer contas da arrecadação e pagamentos até então realizados pelos organizadores.

Clique aqui e comente esta notícia no Facebook do Jornal de Lavras

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras