Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Economia /


Publicada em: 01/07/2010 17:36 - Atualizada em: 02/11/2011 11:36
Preços do café e hortaliças sustentam renda dos produtores
O Departamento de Administração e Economia da Universidade Federal de Lavras (DAE/Ufla) divulgou os Índices de Preços Agrícolas referentes ao mês de junho, cujas altas das hortícolas e do café em grão sustentaram a renda do setor agrícola.

     

        Foto ilustrativa de plantação de café, um dos produtos que sustentou a renda do setor agrícola

 

Em junho, o Índice de Preços Recebidos (IPR) pela venda dos produtos agropecuários teve variação positiva de 2,6%, enquanto o Índice de Preços Pagos (IPP) pelos insumos agrícolas caiu 0,28%. Estes índices estimam, respectivamente, a variação da renda agrícola e o comportamento dos custos de produção.

Na análise por setor, os hortifrutigranjeiros pressionaram os preços no campo em 3,22%, com destaque para os aumentos da banana (4,35%), da laranja (25,0%), da alface (10,0%), da couve (5,26%), do pepino (10,99%), do pimentão (11,11%) e dos ovos, com alta de 2,04%. As maiores quedas nesse segmento foram: abóbora (-6,58%), abobrinha (-11,11%) e cebola (-2,67%).

E foi o preço pago aos cafeicultores pela saca do produto que mais influenciou a renda agrícola em junho, cuja cotação aumentou 5,88%, ao contrário do preço recebido pelo feijão, com queda de 4,61%, e do arroz, cujo preço da saca caiu 3,03%.

Em junho, tanto os preços do leite tipo C pago ao pecuarista, quanto o preço do leite tipo B, se mantiveram estáveis. Dos principais produtos agrícolas pesquisados mensalmente, a alta mais significativa foi a do milho, cuja saca de 60 kg ficou mais cara para o produtor 4,58%.

Entre os insumos agrícolas, que ficaram mais baratos em junho, destacam-se as quedas dos preços dos fertilizantes, de 3,23%. As rações ficaram mais baratas 5,15%, as sementes e mudas tiveram queda de 15,08%, os fungicidas, 4,14% e os herbicidas, com queda de 15,76% no mês. Ainda ficaram mais baratos para os produtores agrícolas no mês de junho: bernicidas (-16,95%), carrapaticidas (-14,92%) e vermífugos (6,68%).

 

Por DAE/Ufla

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras