Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


polícia /


Publicada em: 18/07/2019 11:31 - Atualizada em: 18/07/2019 14:52
MP desencadeou operação em Lavras envolvendo ex-juiz, advogado e empresário
Desdobramento da Operação Octupus na manhã de hoje em Lavras aponta envolvidos em organização criminosa que praticava crimes como corrupção, lavagem de dinheiro e peculato

Imagem ilustrativa do site sulnews.com 

 

  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

A Operação Octupus, que investiga um empresário de Lavras por crime de agiotagem, teve na manhã de hoje, quinta-feira, dia 18, o desdobramento e envolveu um ex-juiz, um advogado e o empresário. A operação foi desencadeada pelo Ministério Público de Minas Gerais em Lavras.

Além do ex-juiz, do advogado e do empresário, as investigações chegaram até duas servidoras do Poder Judiciário, elas também estão estão sendo apontadas em envolvimento em crimes como corrupção, organização criminosa, lavagem de dinheiro e peculato.

As investigações da nova fase da Operação Octupus chegou até novos membros de uma organização criminosa que atua em Lavras. Na rede de agiotagem, como identificou o MP, o grupo praticava lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e uso de documento falso, que contava com a cumplicidade dos servidores públicos, que teriam recebido pagamento de vantagens indevidas.

O Ministério Público pediu o afastamento das duas servidoras que até estão estavam trabalhando no fórum de Lavras. O MP pediu também que o empresário envolvido nos crimes seja mantido em prisão domiciliar. De acordo com o MP, R$ 37,5 milhões deverão ser devolvidos aos cofres públicos do estado.

A Operação Octupus é um desdobramento de outras operações realizadas anteriormente em Lavras, antes o MP identificou fraudes na contratação de shows e lavagem de dinheiro.

No dia 12 abril de 2019, o empresário foi preso após ser envolvido numa rede de crimes de agiotagem que atuava em Lavras, ele foi apontado pelo Ministério Público como membro da organização criminosa. Até agora, o Ministério Público identificou a prática de 124 crimes, que envolvem, além dos já citados, falsidade ideológica, exploração de prestígio, uso de documento falso e obstrução de investigação.

Os nomes dos envolvidos ainda não foram divulgados pelo Ministério Público para a imprensa.

Clique AQUI e comente no facebook do Jornal de Lavras

 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você
#jornaldelavras Eduardo Cicarelli Sabrina Cicareli

Leia também:

Homicídio em Lavras: rapaz morre a pauladas no bairro Nossa Senhora de Lourdes Furto em escola pública de Lavras: PM prendeu um dos ladrões e recuperou os objetos
   
Criminosos armados assaltam casa lotérica em Lavras - veja vídeo PM prende ladrões de gado na cidade de Perdões; animais eram vendidos em Lavras
   
Caixa amplia horário de atendimento das agências para saque de auxílio emergencial Bolsonaro nomeia João Chrysostomo de Resende Júnior como reitor da Ufla
.

Flashes de Notícias:

Jovem de 33 anos falece com suspeita de coronavírus em Lavras Mais um caso de coronavírus confirmado em Lavras
   
Primeiro caso de coronavírus confirmado em Lavras Falecimento de idosa que estava com suspeita de coronavírus em Lavras
.  

Blog Sabrina Cicareli:

Tudo de Bom no Destaque Sales Pesquisa Lavras 2019 Série Viajadamente no Chile - Parte 7 - Valle Nevado
   
Série Viajadamente no Chile - Parte 6 - Tour em Santiago Série Viajadamente no Chile - Parte 5 - Tour em Santiago
   
Série Viajadamente no Chile - Parte 4 - Tour em Santiago Série Viajadamente no Chile - Parte 3 - Tour em Santiago
   
Série Viajadamente no Chile - Parte 2 - Tour em Santiago Série Viajadamente no Chile - Parte 1 - Tour por Santiago
   

.

 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras