Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


polícia / Diversos /


Publicada em: 11/05/2011 14:33 - Atualizada em: 12/05/2011 00:22
Alerta em Lavras: Oxi já chegou a Minas, primeira apreensão foi no Norte do Estado
O Oxi, a droga dez vezes mais potente que o crack, inclusive no poder de destruição do usuário, já chegou a Minas Gerais, segundo a Polícia Militar.

     

          Oxi tem uma coloração mais escura que o crack, basta inalar a fumaça do produto uma única vez para viciar

 

O Jornal de Lavras tem CLICK EMPREGO. Quer saber? Clique aqui.

A Polícia Militar de Minas Gerais fez uma apreensão de 500 gramas de Oxi, na cidade de Montes Claros, na terça-feira, dia 10. O Oxi é uma droga com potencial dez vezes maior que o crack, e mesma proporção no poder de destruição. Um usuário de Oxi dificilmente sobrevive mais de três anos após o início do vício.

A droga estava em poder de Alessandra de Jesus, 25 anos, e uma menor de 17 anos; elas foram detidas pela Polícia Militar e levadas para a delegacia de plantão daquela cidade. Esta foi a primeira apreensão de drogas de Oxi em Minas Gerais.

As duas mulheres são de Januária (MG). Elas chegaram a Montes Claros às 7h30 da manhã de terça-feira. Após receberem a denúncia que as duas iriam levar a droga para Januária, o serviço de inteligência da PM passou a monitorar as suspeitas. Na parte da tarde, elas foram abordadas quando iam embarcar em um táxi no Centro de Montes Claros. Os militares encontraram o Oxi na bolsa que elas carregavam. Elas foram detidas e conduzidas para a Delegacia de Plantão, onde foram autuadas em flagrante.

O Oxi é um subproduto do crack, é uma mistura de cocaína, ácido sulfúrico, cal virgem, querosene e gasolina, e tem os efeitos mais devastadores que o crack. Segundo a Polícia Militar, as suspeitas não revelaram onde compraram a droga, o que está sendo investigado.

Em Lavras, antes da chegada do crack, o número de ocorrências policiais eram bem menores, com a entrada do crack na cidade intensificaram os assaltos e os roubos. O único homicídio registrado em Lavras este ano foi em decorrência do crack: vítima e assassino fumavam crack na linha férrea momentos antes do crime.

O crack chegou a Lavras em menos de um ano da primeira apreensão da droga no Estado. Na época da primeira apreensão em Lavras, o jornal LavrasNews publicou um editorial alertando as autoridades para o crescimento dos delitos em decorrência do aparecimento da droga na cidade. No primeiro mês da chegada do crack em Lavras, a polícia registrou diversos delitos, confirmando o que o jornal havia publicado.

Agora o Oxi chegou a Minas Gerais, a chegada em Lavras é só uma questão de tempo. A sociedade tem que reagir, se associar a polícia e fazer denúncias.

Clique aqui e comente esta notícia no Facebook do Jornal de Lavras

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras