Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Desenvolvimento /


Publicada em: 25/06/2019 14:13 - Atualizada em: 25/06/2019 19:38
DNIT recupera área degradada às margens da BR-265 para evitar desastre em Lavras
Obra era de vital importância para a cidade, pois um rompimento da tubulação poderia desabastecer 60% do município

Grande movimentação de terra para conter erosão que deixava expostos os tubos de captação de água da Copasa. Fotos: Jornal de Lavras

 

  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

A cidade de Lavras há alguns meses corria um sério risco de ficar sem água, um problema que atingiria pelo menos 60% da população e isso incluía hospitais, rede hoteleira, escolas, creches, residências, o Batalhão da PM e muitos outros locais. Isso porque uma adutora da Copasa (Companhia de Saneamento de Minas Gerais), que traz a água do rio Grande, estava exposta devido à erosão do terreno às margens da rodovia BR-265 e, por isso, a Copasa nada podia fazer no local, já que é uma faixa de domínio do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte). 

Inúmeros pedidos foram encaminhados a Superintendência do DNIT em Oliveira e ao DNIT de Belo Horizonte, foram ofícios da Câmara Municipal, por iniciativa do vereador Marcos Possato e até da Copasa. O gerente do Distrito Regional de Lavras da Copasa, José Eli de Sousa, encaminhou um ofício ao engenheiro Silvio Duarte Melo, chefe de Serviço da Unidade do DNIT em Oliveira, relatando o problema. No ofício o Gerente do Distrito Regional da Copasa em Lavras informou que às margens da rodovia BR-265, nas proximidades do bairro Serra Azul, no km 350, estava ocorrendo a erosão. Ainda no ofício, de acordo com José Eli de Sousa, a erosão estava colocando em risco uma adutora de água bruta de ferro fundido, e informou que ela era responsável por 60% do abastecimento de água no município e alertou também que o rompimento dessa adutora causaria, além do desabastecimento de água no município, danos gravíssimos à rodovia, devido à alta pressão da água. O Gerente do Distrito Regional da Copasa em Lavras pediu a imediata intervenção do DNIT visando a recuperação da área atingida pela erosão.

A reportagem do Jornal de Lavras esteve na Copasa na época e conversou com José Eli, ele explicou que o perigo estava na junção dos tubos, na chamada bolsa. Segundo ele, a exposição dos tubos poderia fazer com que eles se movimentassem devido a pressão da água e também da trepidação causada pelos veículos de grande porte na rodovia e isso poderia fazer com que a bolsa se rompesse, causando os problemas mencionados.

Na época também a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil elaborou um relatório de ocorrência, alertando ao DNIT sobre o iminente perigo do desabastecimento e da destruição de parte da BR, além de um bairro do lado oposto da rodovia. O relatório da Defesa Civil foi assinado pelo coordenador executivo do órgão, João Paulo Silva Andrade, a exemplo do gerente do Distrito Regional da Copasa em Lavras, pedia imediata intervenção do DNIT no local para evitar o que poderia se transformar em um desastre de grandes proporções.

Depois de diversos apelos, o DNIT atendeu e a obra foi iniciada no dia 27 de maio. A tubulação de ferro fundido foi finalmente coberta e protegida. Para evitar futuras erosões, a Construtora Control, de Belo Horizonte, responsável pela obra, está realizando um trabalho de recuperação de erosão e drenagem no local, foram construídos 200 metros de canal de concreto, com dois metros de largura e 0,70 de altura, por onde as águas de chuva vão correr sem degradar o terreno.

Na parte onde ocorreu a grande movimentação de terra, com terraplanagem e construção de taludes, a construtora deverá plantar grama para segurar a terra. A obra, de vital importância para a cidade, tem um prazo de conclusão de 60 dias.

Clique AQUI e comente no facebook do Jornal de Lavras

 
www.jornaldelavras.com.br 
A informação a um click de você
#jornaldelavras Eduardo Cicarelli Sabrina Cicareli

Leia também:

Gás de cozinha será reajustado a partir de segunda-feira Projeto Conquista vai realizar o seu 16º Festival de Dança, na Selt, em Lavras
   
Agressão ao meio ambiente gera protestos nas redes sociais em Lavras Horta Comunitária da Cohab de Lavras foi destaque em concurso da Emater Minas Gerais
   
Começou a corrida eleitoral na Ufla para a escolha de Reitor e Vice Divulgada a agenda de Final de Ano do coral Meninas Cantoras de Lavras
.

Flashes de Notícias:

Novo colégio na cidade Evacuação de prédio por risco de desabamento
   
CEPs específicos por rua Burger King em Lavras
   
Descoberta de que jovem assassinada estava grávida - entrevista com a delegada Projeto de regulamentação do serviço de Mototaxista
.  

Blog Sabrina Cicareli:

Série Viajadamente no Chile - Parte 6 - Tour em Santiago Série Viajadamente no Chile - Parte 5 - Tour em Santiago
   
Série Viajadamente no Chile - Parte 4 - Tour em Santiago Série Viajadamente no Chile - Parte 3 - Tour em Santiago
   
Série Viajadamente no Chile - Parte 2 - Tour em Santiago Série Viajadamente no Chile - Parte 1 - Tour por Santiago
   

.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras