Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


destaque / Cultura /


Publicada em: 07/06/2019 07:20 - Atualizada em: 07/06/2019 12:35
Os 150 anos da morte de Allan Kardec estão sendo lembrados em exposição na Casa da Cultura de Lavras
A história do espiritismo em Lavras começou no século XIX, conheça alguns fatos que marcaram a cidade

Casa da Cultura, onde está sendo realizada a exposição dos 150 anos de morte de Allan Kardec. Foto: Ascom/PML

 

  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

Está sendo realizada na Casa da Cultura desde o dia 16 de maio e se estenderá até o dia 15 de junho, a exposição "150 Anos de Allan Kardec – Grandes espíritas". A exposição, organizada pelo professor universitário Silvério J. Coelho, conta a história do sesquicentenário de morte daquele que propagou a doutrina espírita pelo mundo.

Ela mostra ainda grandes espíritas que tiveram ligações com Lavras, como o médico Augusto Silva (foto abaixo), que dá nome a principal praça de Lavras e a escritora carioca Yvonne Pereira (foto abaixo), que em Lavras psicografou o que se tornou uma obra da literatura espírita conhecida em todo o Brasil, "Memórias de um Suicida".

Também são destacados na exposição dos 150 anos de morte de Allan Kardec a numerosa e atuante comunidade espírita em Lavras. Falar do espiritismo em Lavras é lembrar grandes personalidades, como o farmacêutico Victor Bastos, que, "desencarnou" em outubro de 1980 e mais recentemente Atanoel de Moura Maia, que também "desencarnou" em outubro, mas de 2011. Além desses, tem Dimas de Souza, José Martiniano, Zulmira Teixeira, Fábio Ferreira da Rosa e tantos outros.

O espiritismo em Lavras. Há 150 anos, no dia 31 de março de 1869, morria em Paris, França, aos 65 anos, vítima de aneurisma, Hippolyte Léon Denizard Rivali, que adotou o pseudônimo de Allan Kardec, ele foi o responsável em propagar a doutrina espírita em todo o mundo.

No Brasil, o primeiro Centro Espírita foi o Grupo Familiar de Espiritismo, instalado em 17 de setembro de 1865, em Salvador, Bahia. Em Lavras, o primeiro Centro Espírita da cidade foi fundado no dia 26 de outubro de 1894, foi o "Luz e Caridade", dirigido pelo médico Augusto José da Silva.

Um dado interessante: no século XIX, Augusto Silva, Samuel Rhea Gammon e o padre Severo Malaquias, se reuniam para discutir teologia, Augusto Silva era espírita, Gammon era presbiteriano e Severo Malaquias católico.

O médico Augusto José da Silva nasceu em 5 de julho de 1845 e morreu no dia 19 de dezembro de 1905, ele foi um médico conceituado e extremamente caridoso, possuidor de grandes conhecimentos científicos e literários, antiescravagista e republicano convicto. Foi agente executivo municipal, eleito no regime republicano e provedor da Santa Casa de Misericórdia. Em sua homenagem, a principal praça da cidade recebeu o seu nome.

Os espíritas de Lavras sempre trabalharam em prol dos carentes. Christiano José de Souza, fundador do Centro Espírita de Lavras liderou a construção do Abrigo dos Inválidos, hoje Lar Augusto Silva. No dia 21 de janeiro de 1926, seu movimento deu um grande passo: pela Lei Municipal 857, foi concedido pelo Agente Executivo Paulo Menicucci, um terreno para a construção do asilo dos pobres.

O movimento espírita em Lavras ganha mais força quando, no dia 20 de janeiro de 1946, o médium Francisco Cândido Xavier recebe uma mensagem com o título: "Apelo Fraternal", atribuída ao médico Augusto José da Silva.

Passados exatamente 27 anos, no dia 20 de janeiro de 1973, foi aprovado na Câmara Municipal o projeto de lei de autoria do vereador Wanderley Pereira, que concedia o título de Cidadão Lavrense ao médium Chico Xavier, que já era a maior expressão espírita no Brasil.

Os espíritas de Lavras são conhecidos pelo trabalho em favor dos pobres e desamparados. Por iniciativa do Grupo Espírita da Prece, no dia 16 de março de 1988 foi lançada a pedra fundamental da Casa do Vovô, no bairro Santa Efigênia, na época, o então prefeito Célio de Oliveira outorgou a escritura de doação da área.

A história do espiritismo em Lavras ganha mais um capítulo: no dia 29 de janeiro de 1988 foi lançado o primeiro livro psicografado na região. Segundo a médium Sissi Antunes, o livro "O Beabá do Jequiti Rosa" são mensagens recebidas do espírito Lancelin, e que são psicografados por ela.

Doze anos após o lançamento da pedra fundamental, no dia 24 de setembro de 2000, é inaugurado o Núcleo Assistencial "Casa do Vovô", mantido pelo Grupo Espírita da Prece, que ampara idosos de ambos os sexos. A idealização da Casa do Vovô foi de Iracy Teixeira da Silva, que esteve à frente da instituição até o dia 6 de dezembro de 2002.  

Clique AQUI e comente no facebook do Jornal de Lavras

 
www.jornaldelavras.com.br 
A informação a um click de você
#jornaldelavras Eduardo Cicarelli Sabrina Cicareli

Leia também:

Pichações continuam em Lavras, desta vez foi na pista de skate da Selt - veja fotos Enduro da Independência terá a largada em Ubatuba-SP e chegada em Lavras
   
Empresa de ônibus foi condenada a indenizar cadeirante de Lavras PRF recolhe os radares móveis das estradas federais
   
Aluna de 16 anos foi flagrada usando droga no banheiro de escola em Lavras, reagiu e foi contida pela PM Vandalismo em Lavras: pichadores não pouparam nem a principal praça da cidade
.

Flashes de Notícias:

Briga com facada no Centro de Lavras 1ª Edição do Fest Vai
   
"Onda Verde" nos semáforos de Lavras Pacientes com acompanhante na UPA Lavras
.  

Blog Sabrina Cicareli:

Série Viajadamente no Peru - Parte 6 - Lima Série Viajadamente no Peru - Parte 5 - Machu Picchu
   
Série Viajadamente no Peru - Parte 4 - Machu Picchu Série Viajadamente no Peru - Parte 3 - Cusco
   
Série Viajadamente no Peru - Parte 2 - Cusco Série Viajadamente no Peru - Parte 1 - Cusco

.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras