Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano /


Publicada em: 19/03/2019 09:42 - Atualizada em: 19/03/2019 15:06
Dengue avança na região de Lavras: Nepomuceno já tem 126 casos
Lavras tem 5 casos prováveis de dengue e Perdões tem 11 casos; em toda Minas Gerais, cinco pessoas já morreram

Poder público tem feito sua parte, mas a população não está colaborando. Foto arquivo Jornal de Lavras

 

  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

Sobe para cinco o número de mortes em decorrência da dengue em Minas Gerais este ano, mas este número poderá aumentar, já que 17 outros casos de morte estão sendo investigados. O número de casos prováveis – que engloba os confirmados e os suspeitos – já superam 54,6 mil. Mais da metade do estado está em situação de risco ou em alerta para a possibilidade de surto. Os dados fazem parte do boletim epidemiológico divulgado ontem, segunda-feira, dia 18, pela Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG).

Em uma semana, três mortes foram confirmadas. No balanço divulgado em 12 de março, Minas Gerais tinha duas mortes em decorrência da dengue. A SES esclarece que os novos óbitos aconteceram ao longo de 2019, não nos últimos sete dias, e foram confirmados por meio de exames.

De acordo com o boletim epidemiológico de monitoramento dos casos de dengue, Lavras tem cinco casos prováveis de dengue. Em janeiro não foi registrado nenhum caso, em fevereiro 3 casos e, em março, até ontem, dia 18, foram confirmados mais 2 casos.

Das sete cidades limítrofes com Lavras: Ijaci, Itumirim, Ingaí, Ribeirão Vermelho, Nepomuceno, Perdões e Carmo da Cachoeira, em uma delas a situação é preocupante, trata-se de Nepomuceno, que de acordo com o boletim divulgado ontem, tem126 casos prováveis de dengue.

Perdões vêm em seguida, mas com um número bem menor de casos: 11; Ribeirão Vermelho tem dois casos e Itumirim, Ingaí, Carmo da Cachoeira e Ijaci, com nenhum caso. Nestas cidades, incluindo Lavras, não há registros de casos de chikungunya e zika vírus.

A dengue é uma doença que pode matar e para barrar seu avanço depende não apenas do serviço público, mas de toda a população. Não jogar lixo em terrenos baldios, não deixar água em vasilhames nos quintais, lavar com frequência as vasilhas de água dos cães, gatos, pássaros etc., manter fechados os ralos, limpar com frequência e não deixar água empossada nas calhas e outros, podem evitar o avanço da dengue.

Clique AQUI e comente no facebook do Jornal de Lavras

 
www.jornaldelavras.com.br 
A informação a um click de você
#jornaldelavras Eduardo Cicarelli Sabrina Cicareli

Leia também:

Comerciante de Lavras foi conduzida até a delegacia por vender bebida alcoólica para menores Parecer favorável da CCJ pode resultar em devolução de verbas para o Executivo
   
Dois lavrenses serão agraciados com a Medalha "Juscelino Kubistchek" Homem foi preso acusado de abusar sexualmente de crianças nas dependências do Lavras Tênis Clube
   
Pedestre é atingido no rosto por linha chilena em bairro de Lavras Campus 2 do Unilavras foi inaugurado em Lavras - veja fotos
.

Flashes de Notícias:

Projeto Influencers na Net nas escolas municipais Queijo lavrense premiado no Concurso Mundial de Queijos
   
Briga com facada no Centro de Lavras 1ª Edição do Fest Vai
.  

Blog Sabrina Cicareli:

Série Viajadamente no Peru - Parte 6 - Lima Série Viajadamente no Peru - Parte 5 - Machu Picchu
   
Série Viajadamente no Peru - Parte 4 - Machu Picchu Série Viajadamente no Peru - Parte 3 - Cusco
   
Série Viajadamente no Peru - Parte 2 - Cusco Série Viajadamente no Peru - Parte 1 - Cusco

.

 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras