Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


destaque / Evento /


Publicada em: 15/03/2019 16:09 - Atualizada em: 15/03/2019 23:18
Unilavras celebrou aniversário de nascimento de seu fundador
Canísio Inácio Lunkes está na galeria dos grandes educadores de Lavras

Professor Canísio Inácio Lunkes e a professora Marília Amaral Lunkes. Foto: Centro Universitário

 

  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

Na manhã de ontem, quinta-feira, dia 14, foi realizada no auditório II do Unilavras, uma homenagem ao educador, idealizador e fundador do Unilavras (Centro Universitário de Lavras), o professor Canísio Ignácio Lunkes. O momento lembrou o aniversário de 90 anos de seu nascimento.

O evento teve a participação de todos os colaboradores, direção da Fundação, Centro Universitário, Colégio Unilavras e de familiares do educador. Todos acompanharam um pouco da história do fundador, sua trajetória profissional e conquistas. Durante o evento foi feita uma oração em conjunto, ato que sempre foi realizado por Professor Canísio. Logo após, ocorreu a apresentação de um vídeo em homenagem ao educador. O presidente da Fundação Educacional de Lavras - FELA, professor e Dr. João Antônio Argenta ressaltou a essência da instituição, que é uma educação mais humana, de valores humanos, para uma construção de vida melhor, com dignidade e sustentabilidade.

Uma história de sucesso Professor Canísio Ignácio Lunkes chegou em Lavras em 27 de fevereiro de 1957. Natural de São Luís Gonzaga, município que fica no estado do Rio Grande do Sul, o educador escolheu Lavras para trabalhar e construir sua família. Casou-se em 1960, com a também professora Marília Amaral Lunkes, com quem teve 4 filhos: Luiz, Érico, Christiane e Johann.

Homem visionário, professor Canísio realizou importantes obras no campo da educação. Lecionou no antigo Colégio Aparecida foi o primeiro diretor do ginásio "Pedro Salles", hoje CNEC (Campanha Nacional de Escolas da Comunidade). O sonho e o desejo de implantar uma instituição referência veio em primeiro de dezembro de 1968, quando foi oficialmente instalada a Faculdade de Filosofia de Lavras, sob os auspícios de uma Fundação, cujo presidente era o advogado e ex-deputado Hélio Andrade, e seu primeiro diretor o professor Canísio Inácio Lunkes.

No dia 3 de março de 1969, com a presença de Dom João Rezende Costa, arcebispo de Belo Horizonte, que ministrou a aula inaugural da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Lavras, Dom João Rezende Costa veio a Lavras a convite do professor Canísio Ignácio Lunkes. Mesmo diante de muitas dificuldades e sem sede própria, que logo foi conquista e teve Canísio como o primeiro diretor.

O sonho de uma sede própria foi conquistado no dia 14 de abril de 1973, quando a Faculdade de Filosofia (FAFI) inaugura suas dependências próprias, com as presenças de professores, alunos, funcionários e convidados. Falaram na oportunidade o professor Canísio Ignácio Lunkes, presidente da Fundação; Armandina dos Santos Vieira, diretora; Damião Cosme da Silva, ex-presidente e Hélio Andrade.

Com sede própria e para continuar cumprindo seu papel social e atender as necessidades de criação de novos cursos, a faculdade foi reformulada e transformada em Fundação Educacional de Lavras e a Faculdade de Filosofia em Instituto Superior de Ciências, Artes e Humanidade de Lavras, que sob o lema Pro Deo Et Homine – dar glórias a Deus através da promoção honesta da criatura humana, com solidariedade e amor por causa de sua dignidade, torna-se cada vez mais acentuada sua visão humanista.

As mudanças e os trabalhos não pararam por aí. Em agosto de 2001, o Instituto é transformado em Centro Universitário de Lavras (Unilavras), que continuou sendo administrado por professor Canísio. Aprovado em 1995, o plano diretor da fundação relatava a necessidade da implantação do Colégio Universitário, como escola de aplicação para os cursos de licenciatura. Torna-se então, meta para o grande guerreiro e o nome Colégio Universitário professor Canísio Ignácio Lunkes, foi aprovado pelo Conselho Diretor da Fundação Educacional de Lavras e Conselho Universitário do Unilavras, que homenageia àquele que fez do trabalho social, solução para uma comunidade carente, e a educação, uma realidade para muitos que apenas tinham a possibilidade velada nos sonhos.

Canísio Inácio Lunkes faleceu em Belo Horizonte no dia 19 de maio de 2005, ele foi um homem que dedicou sua vida a causa da educação. Canísio foi o criador e o sustentáculo do Unilavras. Sua morte repercutiu em todo o Estado de Minas.

Com sua morte, Canísio Lunkes entrou para a galeria dos grandes educadores de Lavras, como Samuel Rhea Gammon, Benjamin Harris Hunnicutt, Firmino Costa Pereira, Sinval Silva, José Luiz de Mesquita e muitos outros que ajudaram a escrever o capítulo da educação na Terra dos Ipês e das Escolas.

Clique AQUI e comente no facebook do Jornal de Lavras

 
www.jornaldelavras.com.br 
A informação a um click de você
#jornaldelavras Eduardo Cicarelli Sabrina Cicareli

Leia também:

Proibida venda de salgados, refrigerantes e doces em escolas particulares de MG Ponte duplicada em Lavras poderá ser denominada "Nelson Willibaldo Werlang"
   
Câmara aprova CPI para apurar suspeita de compra de votos em Lavras Projeto Quarta da Seresta será lançado esta semana em Lavras
   
Identificado o corpo do rapaz encontrado morto na Perimetral de Lavras (Plantão) Homem foi encontrado morto na Perimetral de Lavras, a suspeita é de homicídio ou atropelamento
.

Flashes de Notícias:

Manifestação em Lavras em favor da educação pública Data de inauguração da "Ponte Branca"
   
Esquadrilha da Fumaça está em Lavras Final do concurso Rainha do LRF 2019
   
Mulher presa por falsificar carteira policial Blitz na BR-265 - Maio Amarelo

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Caixa Postal: 98 - CEP: 37.200-000 - Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras