Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Política /


Publicada em: 21/01/2019 16:20 - Atualizada em: 22/01/2019 07:37
Alguns vereadores de Ijaci não querem Copasa naquele município
O prefeito Fabiano Moretti assinou uma concessão para a Copasa explorar o serviço de captação de água e esgoto naquele município

Câmara Municipal de Ijaci. Imagem extraída do site oficial daquela Casa Legislativa

.


Dê play e conheça o Toledo Residencial


  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

A cidade de Ijaci tem o esgotamento sanitário tratado, porém, não tem tratamento de água. Devido a isso, o prefeito Fabiano Moretti assinou uma concessão com a Copasa (Companhia de Saneamento de Minas Gerais), com a intenção de passar para aquela empresa a responsabilidade da captação, tratamento e distribuição de água.

Acontece que alguns vereadores de Ijaci não querem a Copasa naquele município. Segundo eles, a prefeitura mantém um serviço de captação de água em poços artesianos, com alguns depósitos que distribuem o líquido para a população, que paga anualmente uma taxa.

Os vereadores alegam também que o serviço da Copasa é caro para a população de Ijaci. Para poder barrar, ou pelo menos ganhar tempo, foi aberta na Câmara Municipal daquela cidade uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), para apurar possíveis irregularidades da Copasa em outras cidades.

A intenção dos vereadores é criar na cidade um serviço próprio de captação, tratamento e distribuição de água, um Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) ou um Departamento de Água e Esgoto (DAE), como tem em diversas cidades mineiras onde não tem a Copasa.

A CPI foi criada pelo presidente da Câmara Municipal de Ijaci, vereador Luiz Rogério Vilas Boas, atendendo os requerimentos subscritos dos vereadores Evandro Reis de Carvalho, Cypriano Antônio Caetano e Gabriel Penha dos Reis, com parecer da Assessoria Jurídica daquela Casa Legislativa.

Foram nomeados para compor a Comissão os vereadores Cypriano Antônio Caetano, Rodrigo Douglas Vilas Boas e Sebastião Leonardo de Mesquita. A comissão tem um prazo de 90 dias para apresentar um relatório conclusivo. A portaria foi assinada pelo presidente da Câmara, vereador Luiz Rogério Vilas Boas, na data de hoje, segunda-feira, dia 21 de janeiro.  

 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Leia também:

Mais informações sobre o assassinato do estudante da Ufla que estava desaparecido Ladrão arrombou estabelecimentos comerciais em Ijaci e foi preso pela PM em Lavras
   
Acidente em Lavras envolvendo automóvel e caminhão guincho deixa motorista ferido Cemig alerta sobre a importância de manter atualizada a titularidade do contrato de fornecimento de energia
   
Pesquisadores da Ufla desenvolvem tecnologia inovadora envolvendo bioenergia e tratamento de esgoto PM apreende droga em Lavras com ajuda de cães farejadores
   
.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras