Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


destaque / Cultura /


Publicada em: 06/01/2019 11:52 - Atualizada em: 06/01/2019 12:04
Lavras mantém viva uma manifestação cultural vinda da Europa no período da colonização - veja fotos
"Eu vi a lua surgir... eu vi a estrela brilhar... ouvi o som da viola da folia de reis na porta a tocar... eiei, eiei, eiei, eiei, ia ..."

A devoção em honra a Bandeira do Divino impressiona as pessoas que assistem a apresentação da Embaixada de Reis. Fotos: Jornal de Lavras

 

  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

A cidade de Lavras preserva uma das mais ricas tradições da cultura e do folclore mineiro, as tradicionais Embaixadas de Reis, uma atividade trazida da Europa pelos portugueses no período da colonização.

Na tradição católica, a passagem bíblica em que Jesus foi visitado por reis magos, converteu-se na tradicional visitação feita pelos três "Reis Magos", denominados Belchior, Baltasar e Gaspar, os quais passaram a ser referenciados como santos a partir do século VIII.

Fixado o nascimento de Jesus Cristo em 25 de dezembro, adotou-se a data da visitação dos Reis Magos como sendo o dia 6 de janeiro, Dia de Reis, que, em alguns países de origem latina, especialmente aqueles cuja cultura tem origem espanhola, passou a ser a mais importante data comemorativa católica, mais importante, inclusive, que o próprio Natal.

A Embaixada de Reis, que de forma errônea é chamada de Folia de Reis, trata-se de uma tradição originária de Portugal que ganhou força especialmente no século XIX e mantém-se viva em muitas regiões do país, sobretudo nas pequenas cidades dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Espírito Santo, Goiás e Rio de Janeiro, dentre outros.

O termo "folia" passa a idéia de coisa desorganizada, de bagunça, e não é isso que as Embaixadas de Reis representam. Elas são muito organizadas e passam por gerações de famílias. Em Lavras, quem nunca ouviu falar de Ailton Dialucci não sabe o que é uma Embaixada de Reis. Também temos expressões, como a família Barbosa, Lázaro e Maria e tantas outras.

Na tarde de ontem, sábado, dia 5, quem passou pela rua Otacílio Negrão de Lima e viu a Embaixada de Reis "Eterna Saudade", que foi fundada há muitos anos por Ailton Dialuci e hoje é comandada por sua filha Cristina Dialuci, a "Tina", como é conhecida, certamente parou por alguns minutos para desfrutar da riqueza do nosso folclore.

Tradicionalmente as famílias que recebem as Embaixadas de Reis abrem suas portas para receber a Bandeira do Divino, enquanto o chefe da família segura a Bandeira, o grupo entoa músicas que, às vezes, vem da tradição oralizada há mais de um século.

No caso da rua Otacílio Negrão, muitas pessoas que passavam pela via recebiam a Bandeira e com muito respeito fazia reverência, oravam e até se emocionavam, como foi o caso do senhor Sebastião Evaristo, de 67 anos, que foi às lágrimas. Depois ele explicou que chorou porque naquele momento em que segurava a Bandeira do Divino passou por sua cabeça lembranças de um tempo que não existe mais, tempo em que ele era menino e seus pais recebiam a Bandeira em casa, segundo ele, era um dia de muita alegria e fé.

Os participantes expressam através de suas cantigas de devoção a Deus. Um grupo de Embaixada de Reis tem a Bandeira ou Estandarte que é decorado com figuras alusivas ao menino Jesus e o Espírito Santo, ou mesmo com palavras relativas à data. Outro componente importante é o Bastião que se veste de modo característico, mascarado e sempre porta uma espada, este tem a função de folião propriamente dito, levando alegria por onde passa, e como que abrindo caminho para a passagem da Embaixada que, de certa forma, representa os próprios Reis Magos.

Lavras possui diversas Embaixadas de Reis, entre elas destacamos, além da Eterna Saudade, a Embaixada Cidinha e Simão, fundada em 1928; Mensageiros da Paz, fundada em 1994; Companhia de Reis Estrela do Amanhã, de 2002; Lázaro e Maria, uma família que mantém uma tradição que vem passando de geração em geração, e a Embaixada Família Barbosa, esta é a mais antiga de Lavras, criada há 94 anos.

(clique nas miniaturas para ver as fotos em tamanho real ou, para ver todas na sequencia, clique no link SlideShow do lado direito da galeria):

Embaixada de Reis 2018. Fotos: Jornal de Lavras - 26 fotos


Clique AQUI e comente no facebook do Jornal de Lavras

 
www.jornaldelavras.com.br 
A informação a um click de você
#jornaldelavras Eduardo Cicarelli Sabrina Cicareli

Leia também:

Comerciante de Lavras foi conduzida até a delegacia por vender bebida alcoólica para menores Parecer favorável da CCJ pode resultar em devolução de verbas para o Executivo
   
Dois lavrenses serão agraciados com a Medalha "Juscelino Kubistchek" Homem foi preso acusado de abusar sexualmente de crianças nas dependências do Lavras Tênis Clube
   
Pedestre é atingido no rosto por linha chilena em bairro de Lavras Campus 2 do Unilavras foi inaugurado em Lavras - veja fotos
.

Flashes de Notícias:

Projeto Influencers na Net nas escolas municipais Queijo lavrense premiado no Concurso Mundial de Queijos
   
Briga com facada no Centro de Lavras 1ª Edição do Fest Vai
.  

Blog Sabrina Cicareli:

Série Viajadamente no Peru - Parte 6 - Lima Série Viajadamente no Peru - Parte 5 - Machu Picchu
   
Série Viajadamente no Peru - Parte 4 - Machu Picchu Série Viajadamente no Peru - Parte 3 - Cusco
   
Série Viajadamente no Peru - Parte 2 - Cusco Série Viajadamente no Peru - Parte 1 - Cusco

.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras