Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Política /


Publicada em: 09/04/2011 18:10 - Atualizada em: 10/04/2011 09:03
Ex-prefeito de Lavras foi absolvido em segunda instância em um dos processos que responde
Desembargadores não encontraram evidências de que o ex-prefeito Carlos Alberto Pereira tenha cometido crimes de apropriação indébita e de responsabilidade no processo do LavrasPrev.

     

        Carlos Alberto Pereira, ex-prefeito de Lavras

 

Quer concorrer a um ovo de Páscoa gigante (n.100) da Grenoble? Clique aqui.

O ex-prefeito Carlos Alberto Pereira foi acusado, pelo Ministério Público, de apropriação indébita de repasses do LavrasPrev, o instituto de previdência dos servidores municipais; ele foi julgado em primeira instância e condenado a uma pena de dois anos e nove meses de detenção em regime aberto, por crime de responsabilidade, a pena foi substituída, na época e na própria sentença, por pagamento de 130 salários mínimos a instituições beneficentes e uma prestação de serviço à comunidade.

Além da pena de responsabilidade, o ex-prefeito foi condenado também a uma pena de três anos de reclusão em regime aberto por apropriação indébita e, na mesma sentença, a pena foi substituída por pagamento de multa de cem salários mínimos e prestação de serviço a comunidade.

Além de Carlos Alberto, foram julgadas, em primeira instância, Maria Ângela Alvarenga Rodrigues e Iara Menicucci Nogueira, ambas foram absolvidas já na sentença.

O Ministério Público recorreu para aumentar a pena, como também recorreu o ex-prefeito, mas para revogar a pena.

Agora, na segunda instância, o ex-prefeito foi absolvido dos dois crimes, isso porque não foi provado que o ex-prefeito tenha apossado do valor em proveito próprio. O que foi provado é que ele utilizou o valor para acertos salariais e para contornar o caos que estava à área da saúde no município.

Cabia ao Ministério Público provar, e os desembargadores entenderam que não foi provado. Se o Ministério Público não conseguiu provar, no entender dos desembargadores, ele não poderia ser condenado, portanto, o ex-prefeito Carlos Alberto Pereira foi absolvido. Ainda há possibilidade de recurso.

Clique aqui e comente esta notícia no Facebook do Jornal de Lavras

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras