Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Saúde /


Publicada em: 07/04/2011 08:21 - Atualizada em: 02/11/2011 11:50
Médicos de Lavras e de todo o Brasil estão de braços cruzados nesta quinta-feira
Hoje os médicos estão parados para protestar contra os planos de saúde e os seguros de saúde.

     

         Foto ilustrativa

 

Quer concorrer a um ovo de Páscoa gigante da Grenoble? Clique aqui.

Nesta quinta-feira a cidade de Lavras e todas as outras cidades do Brasil estão parcialmente sem atendimento médico, isso porque o dia 7 foi o dia escolhido pelos profissionais de saúde para protestar contra os planos de saúde e seguros de saúde. O dia 7 de abril é o Dia Mundial da Saúde e, no Brasil, a data é também o Dia Nacional da Paralisação.

Nesta quinta-feira os médicos não vão realizar consultas ou outros procedimentos que não sejam de urgência, eles estão seguindo a determinação de uma assembleia realizada no dia 28 de março, quando foi decidida a realização da manifestação em todo o país. A idéia é, segundo os médicos, chamar a atenção para o descaso com que médicos e pacientes são tratados pelas empresas que atuam no setor da saúde.

Na assembleia realizada no dia 28, ficou acertado que os médicos atenderiam no dia da paralisação apenas as vítimas de acidente ou com risco de morte. Os médicos alegam que os planos de saúde interferem no trabalho deles, criam obstáculos para a solicitação de exames e internações, fazem pressão para a redução de procedimentos, os obrigam a anteciparem as altas e a transferência de pacientes.

Eles disseram, ainda, que os planos de saúde estão em desacordo com as normas estabelecidas pela Agência Nacional de Saúde (ANS). Eles criticam, também, os aumentos dos honorários nos últimos dez anos, que são, segundo eles, irrisórios, se comparado ao aumento das mensalidades dos planos de saúde, bem acima da inflação.

O movimento desencadeado em todo o Brasil tem o apoio do Conselho Federal de Medicina (CFM), Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e Associação Médica Brasileira (AMB). Os médicos esperam que a população brasileira também os apóie.

A paralização não afetará o atendimento particular.

Clique aqui e comente esta notícia no Facebook do Jornal de Lavras

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras