Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


polícia / Diversos /


Publicada em: 13/04/2018 08:29 - Atualizada em: 13/04/2018 13:55
Ex-servidor da Ufla foi julgado e condenado a 15 anos de prisão por homicídio cometido em 2013
O crime aconteceu em Lavras em outubro de 2013, o corpo da vítima foi encontrado num passeio da Vila São Francisco

Fórum "João Pimenta da Veiga", onde foi realizado o júri que condenou Gilson Malta da Silva a 15 anos de cadeia. Foto: Anízio Rezende

 

 

  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

Na manhã do dia 20 de outubro de 2013, um domingo, o Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) foi acionado por volta de 7h, a pessoa que ligou disse que havia um corpo de um rapaz caído em via pública, na rua Coronel José Moura do Amaral, na Vila São Francisco. Militares se dirigiram para o local e constataram que a informação era verdadeira.

O rapaz, identificado como sendo Cristiano Henrique de Carvalho, 27 anos, apresentava sinais de esganadura e teve os pulsos amarrados, segundo apurou a Polícia Técnica e Científica da 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil (Depol), de Lavras. O delegado Rafael José Afonso Arruda acompanhou o trabalho da perícia.

A identificação do corpo foi possível porque foi encontrada, no bolso da vítima, uma habilitação. Cristiano era natural de Nazareno (MG) e morava na rua Zequinha Vilela, no bairro Retiro. 

A Polícia Civil começou a investigar o crime da Vila São Francisco e sob pressão da sociedade, já que aquele crime era o segundo homicídio na cidade em menos de 24 horas (na tarde do dia anterior, um rapaz de 19 anos atirou duas vezes na cabeça de uma adolescente de 14 anos no bairro Cohab).

Os investigadores da Polícia Civil responderam rapidamente e chegaram até um suspeito: Gilson Malta da Silva (foto), que na época tinha 32 anos. Ele acabou confessando que esteve com a vítima em sua casa na madrugada do crime, quando asfixiou Cristiano Henrique com um cinto.

Passaram quase cinco anos e ontem, quinta-feira, dia 12, Gilson Malta da Silva, agora com 36 anos, foi levado a júri popular pela morte de Cristiano Henrique de Carvalho. Gilson foi condenado a 15 anos de prisão.

Clique AQUI e comente no facebook do Jornal de Lavras

 
 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você
#jornaldelavras @eduardocicarelli @sabrinacicareli

.

Vídeos:

.

Leia também:

Prefeitura de Ribeirão Vermelho entrega obra e ambulância no Outubro Rosa - veja fotos Criança de 1 ano morre atropelada em Passos por ocupantes de carro que havia sido roubado
   
(Por Leonardo Assad) Lavras conquista o terceiro lugar no Campeonato Mineiro de Voleibol Masculino 13 de outubro é aniversário de Lavras, que tem 150 anos como cidade, mas está fazendo 187
   
Rapaz de 17 anos foi a 14ª vítima de homicídio em Campo Belo este ano (Sabrina Cicareli blog) Tudo de Bom: Fui jurada do "Garoto & Garota Cnec 2018"
.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Caixa Postal: 98 - CEP: 37.200-000 - Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras