Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


polícia /


Publicada em: 13/03/2011 15:29 - Atualizada em: 13/03/2011 23:39
Mais um crime violento na região de Lavras
O submundo das drogas leva mais uma vida jovem: um rapaz de 21 anos foi assassinado por drogados.

     

        Foto ilustrativa

 

O Jornal de Lavras tem a imobiliária Chico no CLICK IMÓVEIS. Se você quer comprar, vender ou alugar um imóvel, clique aqui.

Mais um homicídio na região de Lavras, desta vez foi em Carmo da Cachoeira. O crime ocorreu à uma hora da madrugada deste domingo, dia 13, no centro da cidade. Pablo Estefan de Souza Antenor, 21 anos, natural de Três Corações, foi golpeado com uma faca de 25 centímetros de lâmina. Ele foi levado às pressas para o hospital daquela cidade, mas deu entrada já sem vida. A faca ainda estava cravada em seu peito, ela estava sem o cabo.

Testemunhas passaram para a Polícia Militar as informações sobre os assassinos: eram três pessoas, sendo dois homens e uma mulher. De posse das informações, os militares deram início ao rastreamento e encontraram Alex de Oliveira Silva, 20 anos, desocupado, natural de Varginha; Paulo Henrique Ferreira, 19 anos, servente de pedreiros, natural de São Paulo, e Brenda Gomes Aguinelo, 19 anos, estudante, natural de Varginha. Todos os três são moradores de Varginha.

Com Brenda, os militares encontraram o cabo da faca que tinha sido usada para matar Pablo. Ela disse os policiais que recebeu o objeto de Alex, depois do crime, para ser escondido. Testemunhas contaram à polícia que Alex e Paulo Henrique estavam visivelmente transtornados antes de matar Pablo, eles aparentavam estar sob efeito de drogas. Os três foram presos e levados para a delegacia de polícia de Carmo Cachoeira, onde foram ouvidos e presos em seguida.

Os crimes ocorridos na região estão todos ligados ao submundo das drogas, inclusive o que ocorreu em Lavras há duas semanas. Se não forem tomadas medidas rigorosas para conter o avanço das drogas, a sociedade vai entrar em colapso. Cidades pequenas como Ijaci, Carmo da Cachoeira e outras, já registraram ocorrências de crimes de morte este ano, fato que no passado não existia.

As polícias têm agido, mas as leis brandas têm dificultado o trabalho dos policiais. Em Lavras, se não fosse o trabalho das polícias Civil e Militar, outras mortes já teriam acontecido na cidade.

Clique aqui e comente esta notícia no Facebook do Jornal de Lavras

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras