Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


polícia /


Publicada em: 08/03/2011 13:26 - Atualizada em: 09/03/2011 00:35
Vandalismo: jovem de Lavras, de 12 anos, foi apreendido em Nepomuceno
Escolas públicas da região de Lavras tem sido alvo de vândalos, eles destroem portas, quebram vidros e Lâmpadas, além de rabiscarem paredes.

     

        Foto ilustrativa: escolas públicas tem sido alvo de ações de vândalos na região de Lavras

 

Quer divulgar seu evento gratuitamente na AGENDA do Jornal de Lavras? Clique aqui e envie uma mensagem.

Tem crescido o vandalismo nas escolas da região e, este mês, duas escolas de Nepomuceno foram depredadas. A primeira ação dos vândalos foi na escola estadual "Doutor Ernane Vilela Lima": no dia primeiro de março, os vândalos quebraram diversos vidros das janelas das salas de aulas, quebraram lâmpadas, rabiscaram paredes e destruíram parte de uma parede de proteção de uma caixa d'água.

Na segunda-feira de carnaval eles voltaram àquela escola para promover mais destruição. Eles quebraram mais 35 vidros de janelas, 11 lâmpadas fluorescentes, um vidro de proteção de um refletor, uma porta, quatro elisares de portas, três batentes de portas, arrebentaram um cano de PVC e destruíram 20 telhas.

Acontece que, desta vez, a Polícia Militar foi avisada através de uma denúncia anônima e, de imediato, os militares chegaram na escola e flagraram os vândalos: eram três menores, um de 12 outro de 13 e um de 17 anos. O menino de 12 anos é de Lavras e os outros dois de Nepomuceno. Um deles tentou fugir quando percebeu que os militares entraram na escola, mas foi contido e apreendido.

O perito Tales Giuliano Vieira, da 30ª Delegacia Regional de Segurança Pública (Depol) de Lavras foi acionado para realizar a perícia no local. Os menores aprendizes de marginais foram levados para a delegacia de polícia daquela cidade, eles estavam acompanhados de uma conselheira tutelar. Os pais dos menores foram certificados dos fatos. Eles confessaram a autoria do crime mas, como são menores, não responderão pelo vandalismo.

Apenas neste mês de março a polícia registrou atos de vandalismo e furtos em escolas públicas de Campestre, Campo Belo, Perdões, Boa Esperança e Três Corações.

Apenas para registro, furtos e atos de vandalismo nas escolas públicas de Lavras deixaram de existir quando o ex-prefeito João Batista determinou que fosse plantada nas divisas das escolas do município uma cerca viva com "sansão-do-campo", uma vegetação densa e com espinhos grandes e pontiagudos.

Clique aqui e comente esta notícia no Facebook do Jornal de Lavras

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras