Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


polícia / Diversos /


Publicada em: 08/11/2017 10:26 - Atualizada em: 08/11/2017 12:52
Ex-namorado torturou universitária de Lavras e a manteve em cárcere privado
Policiais militares conseguiram prender o autor, ele foi autuado em flagrante e levado para o presídio de Lavras

Imagem meramente ilustrativa

 

 

(35) 99925.5481   @jornaldelavras    @jornaldelavras   @jlavras   jornaldelavras

Uma jovem estudante universitária passou por momentos de muita apreensão nas mãos do ex-namorado, tudo começou por volta de 18h de segunda-feira, dia 6, quando seu ex-namorado passou por ela de motocicleta em um ponto de ônibus e gritou dizendo que queria conversar. A estudante foi para a faculdade e, durante as aulas, recebeu diversas mensagens em seu celular do ex-namorado, que insistia em conversar com ela alegando que havia pendências que teriam que ser esclarecidas após o término do relacionamento.

Quando a estudante retornava para sua casa após as aulas, por volta de 23h, após descer do ônibus na avenida Ernesto Matiolli, foi abordada pelo seu ex-namorado, que insistiu para que ela entrasse em seu veículo, uma caminhonete com placas de Lavras. Diante da recusa da estudante, o ex desceu do veículo e agarrou a vítima pelos cabelos e cintura e a jogou dentro do veículo. Ele recebeu diversos tapas no rosto, cabeça e costas, e revidou desferindo uma mordida no peito do agressor.

A vítima começou então a gritar por socorro e o agressor enfiou a mão dentro da boca da vítima, provocando um ferimento. Logo após, o autor seguiu rumo estrada rural da Serrinha. No trajeto ela foi novamente agredida porque ao ver um veículo na estrada, gritou por socorro, ela então recebeu socos no rosto e ombro. O agressor seguiu pela estrada que dá acesso às antenas de televisão, no alto da serra da Bocania, porém, no início da subida para a serra, a caminhonete caiu em um buraco, obrigando-o a parar.

O rapaz então começou a agredir novamente a vítima: ele a segurava pelos cabelos e batia com seu rosto contra o painel e janela da caminhonete, além de desferir diversos socos no rosto dela. O agressor pulou para o banco de trás do veículo e segurava a jovem estudante pelos cabelos, desferia chutes em suas costas e a enforcava, dizendo que queria que ela lhe passasse a senha de seu celular para que ele lesse as mensagens. Neste momento, ele disse que se sua exigência não fosse atendida, ele a mataria.

Segundo a vítima, ele chegou a mostrar um galão com combustível e um isqueiro, ameaçando-a de colocar fogo em seu corpo caso ela não revelasse a senha do celular, pois queria ter acesso às mensagens e as imagens nele contidas. Após apanhar muito e sem alternativa, a estudante revelou a senha. Antes do agressor abrir as imagens e mensagens do celular da vitima, ele percebeu luzes de um veículo aproximando, imediatamente ele acelerou a caminhonete, conseguiu tirá-la do buraco e continuou a subida da serra, parando no topo, ao lado das antenas de TV.

No alto da serra ele abriu as mensagens do celular e teve acesso a um áudio de uma conversa da vítima com um ex-namorado e também uma conversa com uma amiga, o que o deixou mais descontrolado ainda. O agressor então começou a atear fogo nos cabelos da vítima e, enquanto ela tentava apagar, ele desferiu socos em seu rosto, a enforcava e ainda rasgou suas roupas. Em seguida passou a desferir chutes nas partes íntimas da vítima e a beliscá-la, aplicando práticas de tortura.

Neste momento, a vítima conseguiu abrir a porta da caminhonete e fugir, o agressor a segurou pelos cabelos, porém, ela fez muita força e conseguiu escapar, deixando nas mãos do agressor diversos fios de cabelos. Desesperada, a vítima pulou de um penhasco e desmaiou. Ela recobrou os sentidos quando era carregada pelo agressor, que a colocou no banco traseiro da caminhonete e deixou o local. A estudante recobrou completamente os sentidos quando estava embaixo de um chuveiro, na casa do agressor.

Ontem, terça-feira, a mãe da estudante e uma amiga começaram a procurá-la e foram até a casa do ex-namorado, que demonstrou muito nervosismo ao recebê-las na rua. O rapaz, em dado momento, entrou em sua residência e não mais saiu. A mãe e a amiga acionaram a Polícia Militar, que ao chegar encontrou a estudante no automóvel dos pais do agressor a caminho da UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

A estudante contou aos policiais que, de manhã, queria deixar a casa, mas foi impedida pelo agressor e sua mãe. Ela contou ainda que a mãe do agressor telefonou para seu ex-marido e falou sobre o crime. O ex-marido contou à polícia que foi até a residência de sua ex-mulher e encontrou a mãe da estudante e a amiga na porta da casa, que após elas deixarem o local ele entrou e encontrou a vítima ferida e tomou providências no sentido de levá-la até a UPA para atendimento médico.

Ainda de acordo com o pai, o agressor havia deixado a casa em sua caminhonete tomando rumo ignorado. Mais tarde a polícia encontrou o rapaz e o prendeu, além dele, foram conduzidos até a 1ª Delegacia de Polícia Civil (Depol) o pai e a mãe do rapaz. A caminhonete foi apreendida e removida até o pátio do Departamento de Trânsito (Detran), ela deverá passar pelo trabalho da perícia. O agressor foi autuado em flagrante e preso no presídio de Lavras.

Clique AQUI e comente no facebook do Jornal de Lavras

 
 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você
#jornaldelavras @eduardocicarelli @sabrinacicareli

Leia também:

Atropelamento no trevo do bairro Água Limpa, em Lavras
Prefeitura vai perfurar poços artesianos na zona rural de Lavras
Informações complementares sobre o homicídio ocorrido em Lavras nesta quinta-feira
Polícia Civil de Perdões localizou plantação de maconha naquela cidade
Senar: cursos gratuitos para os trabalhadores rurais do Sul de Minas - 20/11 a 26/11/2017
Jornal de Lavras foi premiado em 3 categorias no Destaque Sales Pesquisa 2017
.  

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras