Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


destaque / Cultura /


Publicada em: 26/10/2017 17:28 - Atualizada em: 27/10/2017 09:26
Gammon e Prefeitura de Lavras abrem exposição para contar a vida de John Stout
Ele foi um dos que trabalhou no projeto da internet e também foi um dos responsáveis por levar o homem a lua

John Stout, o americano que viveu em Lavras e que trabalhou em dois projetos que mudaram a história do mundo: a internet e a chegada do home a lua. Foto: Divulgação 

 

 

  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

No dia 9 de outubro de 1957, há 60 anos, a pequena cidade de Lavras foi notícia em todo o mundo, isso graças a um feito de um americano que era professor do Instituto Gammon e Escola Superior de Agricultura de Lavras (ESAL), professor John Stout. Ele era formado em engenharia química industrial pela Universidade do Texas, Estados Unidos, diretor geral do Departamento de Pesquisas de Calculadores Balísticos e membro do Estado Maior do Primeiro Agrupamento de Artilharia Teleguiada, dos Estados Unidos.

Naquela noite de 9 de outubro, Stout fotografou, às 19h34, a passagem do "Sputtinik 1", da União das Repúblicas Socialista Soviética; foi a primeira fotografia do satélite Soviético em órbita feita no mundo. O satélite artificial passou sobre Lavras a uma altura de 901 quilômetros e uma velocidade de 8 quilômetros por segundo. O feito do Dr. John Stout repercutiu em todo país e no exterior, durante muito tempo foi convidado a fazer palestras e conferências.

Menos de um mês depois os lavrenses acompanharam atentos o lançamento da cadela Laika, que tornou-se o primeiro ser vivo a entrar em órbita ao ser enviada ao espaço a bordo de uma cápsula soviética. Ela abriu simbolicamente - pagando com a vida - o caminho das estrelas para os seres humanos. O interesse dos lavrenses no início da corrida espacial foi maior devido ao feito do Dr. Stout.

Mais tarde, Stout voltou aos Estados Unidos para trabalhar na NASA. John Stout foi um dos responsáveis pelo envio do homem a lua em 20 de julho de 1969, foi também um dos criadores da Internet, que na época era utilizada para fins militares.

Passaram-se 12 anos e no dia 20 de julho de 1969 os americanos enviaram a Apolo 11, que levou a lua três astronautas. O feito foi especial para os lavrenses, que pararam, a exemplo de todo o mundo, para ver a chegada do homem à lua. Também por assistir a primeira transmissão via satélite do Brasil, exatamente a chegada triunfal Armstrong na lua, com a transmissão ao vivo e a narração do repórter Hilton Gomes, da TV Globo.

Mas o que mais empolgava os lavrenses era saber que naquele projeto tinha um homem que viveu em Lavras por alguns anos e aqui fez muitas amizades e que estava a frente do grande feito. Dr. John Stout não se esqueceu de Lavras e mandou para o museu Bi Moreira uma lembrança: uma placa de bronze que foi confeccionado pela NASA e distribuída às autoridades americanas e algumas internacionais. O museu Bi Moreira ganhou uma.

Agora a Superintendência de Cultura e o Instituto Presbiteriano Gammon vão contar a história deste professor americano que colocou Lavras no mapa do mundo científico e na imprensa mundial: a Casa da Cultura vai abrir ao público uma exposição que contará um pouco da vida deste americano que nunca esqueceu Lavras e sua gente.

Clique AQUI e comente no facebook do Jornal de Lavras

 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você
#jornaldelavras Eduardo Cicarelli Sabrina Cicareli

Leia também:

Homicídio em Lavras: rapaz morre a pauladas no bairro Nossa Senhora de Lourdes Furto em escola pública de Lavras: PM prendeu um dos ladrões e recuperou os objetos
   
Criminosos armados assaltam casa lotérica em Lavras - veja vídeo PM prende ladrões de gado na cidade de Perdões; animais eram vendidos em Lavras
   
Caixa amplia horário de atendimento das agências para saque de auxílio emergencial Bolsonaro nomeia João Chrysostomo de Resende Júnior como reitor da Ufla
.

Flashes de Notícias:

Jovem de 33 anos falece com suspeita de coronavírus em Lavras Mais um caso de coronavírus confirmado em Lavras
   
Primeiro caso de coronavírus confirmado em Lavras Falecimento de idosa que estava com suspeita de coronavírus em Lavras
.  

Blog Sabrina Cicareli:

Tudo de Bom no Destaque Sales Pesquisa Lavras 2019 Série Viajadamente no Chile - Parte 7 - Valle Nevado
   
Série Viajadamente no Chile - Parte 6 - Tour em Santiago Série Viajadamente no Chile - Parte 5 - Tour em Santiago
   
Série Viajadamente no Chile - Parte 4 - Tour em Santiago Série Viajadamente no Chile - Parte 3 - Tour em Santiago
   
Série Viajadamente no Chile - Parte 2 - Tour em Santiago Série Viajadamente no Chile - Parte 1 - Tour por Santiago
   

.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras