Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano /


Publicada em: 03/01/2017 08:11 - Atualizada em: 03/01/2017 12:31
As 12 câmeras de monitoramento de Lavras já foram religadas e estão funcionando
Todas as 12 câmeras já estão sendo operadas de dentro do Batalhão

Sala de vídeomonitoramento no 8º Batalhão de Lavras

 

 

(35) 99925.5481... @jornaldelavras..  @jornaldelavras.. @jlavras... jornaldelavras

O novo responsável pelo setor de trânsito em Lavras, Edvaldo Bastos, o Vavá, como é mais conhecido, informou que hoje, terça-feira, dia 3, foram religadas as câmeras de monitoramento na área urbana de Lavras, as 12 câmeras estavam desligadas por falta de pagamento.

Segundo o responsável pelo setor, a partir de hoje as imagens geradas pelas 12 câmeras já estão sendo monitoradas de dentro da sala do Centro de Operações da Polícia Militar (Copom), na sede do 8º Batalhão.

A notícia de que elas seriam religadas esta semana foi divulgada ontem, porém, somente depois da negociação com a empresa que presta o serviço é que ficou definida a data. As câmeras foram religadas na tarde de ontem para teste, mas a partir de hoje é que vai, depois de 11 meses, recomeçar o monitoramento.

As câmeras são instaladas em Lavras em pontos estratégicos, pontos indicados por profissionais da área da segurança pública. Com a volta do monitoramento é possível coibir atos de vandalismo, assaltos, roubos e agressões, como uma ocorrida em Lavras em 2011, foi filmada por uma das câmeras e que foi divulgada até no exterior: uma das imagens captadas por uma câmera de monitoramento da rua Francisco Salles, há cinco anos, ganhou a mídia nacional, todas as emissoras de televisão apresentaram a barbárie que foi testemunhada pelo policial Marcos Roberto do Nascimento Fagundes, do Centro de Operações da Polícia Militar, que acionou todas as viaturas para atender a ocorrência. As imagens eram impressionantes e chocavam, elas foram mostradas para todo o mundo através da Globo Internacional e Record Internacional. Foram cenas violentas captadas pelos policiais do Copom de Lavras.

Às 4h30 da madrugada do dia 4 de setembro de 2011, um domingo, o policial que operava as câmeras percebeu uma movimentação estranha na rua Francisco Salles. O policial imediatamente acionou todas as viaturas que estavam próximas para atender uma ocorrência que ele e quem estava na sala de operações jamais imaginaram assistir em Lavras naquela época: uma gangue havia atacado uma pessoa de forma assustadora, um rapaz estava caído ao solo enquanto todos o chutavam no rosto, na cabeça e em todo o corpo.

Um dos agressores pulou com os dois pés sobre a cabeça da vítima, os operadores da sala de operações insistiam para que as viaturas chegassem com a máxima urgência. Quando os policiais chegaram encontraram um rapaz se esvaindo em sangue e os agressores tentando escapar, mas foram todos presos. Eram vários agressores, mas oito foram identificados, desses, três menores, e foi exatamente um dos menores o protagonista da cena mais violenta, o que pulou sobre a cabeça do rapaz. A vítima ficou inconsciente e foi internado muitos dias na UTI.Os agressores foram enquadrados pelo crime de tentativa de homicídio.

Clique aqui e comente no facebook do Jornal de Lavras

 
 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras