Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano /


Publicada em: 03/01/2017 08:11 - Atualizada em: 03/01/2017 12:31
As 12 câmeras de monitoramento de Lavras já foram religadas e estão funcionando
Todas as 12 câmeras já estão sendo operadas de dentro do Batalhão

Sala de vídeomonitoramento no 8º Batalhão de Lavras

 

 

  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jlavras    

O novo responsável pelo setor de trânsito em Lavras, Edvaldo Bastos, o Vavá, como é mais conhecido, informou que hoje, terça-feira, dia 3, foram religadas as câmeras de monitoramento na área urbana de Lavras, as 12 câmeras estavam desligadas por falta de pagamento.

Segundo o responsável pelo setor, a partir de hoje as imagens geradas pelas 12 câmeras já estão sendo monitoradas de dentro da sala do Centro de Operações da Polícia Militar (Copom), na sede do 8º Batalhão.

A notícia de que elas seriam religadas esta semana foi divulgada ontem, porém, somente depois da negociação com a empresa que presta o serviço é que ficou definida a data. As câmeras foram religadas na tarde de ontem para teste, mas a partir de hoje é que vai, depois de 11 meses, recomeçar o monitoramento.

As câmeras são instaladas em Lavras em pontos estratégicos, pontos indicados por profissionais da área da segurança pública. Com a volta do monitoramento é possível coibir atos de vandalismo, assaltos, roubos e agressões, como uma ocorrida em Lavras em 2011, foi filmada por uma das câmeras e que foi divulgada até no exterior: uma das imagens captadas por uma câmera de monitoramento da rua Francisco Salles, há cinco anos, ganhou a mídia nacional, todas as emissoras de televisão apresentaram a barbárie que foi testemunhada pelo policial Marcos Roberto do Nascimento Fagundes, do Centro de Operações da Polícia Militar, que acionou todas as viaturas para atender a ocorrência. As imagens eram impressionantes e chocavam, elas foram mostradas para todo o mundo através da Globo Internacional e Record Internacional. Foram cenas violentas captadas pelos policiais do Copom de Lavras.

Às 4h30 da madrugada do dia 4 de setembro de 2011, um domingo, o policial que operava as câmeras percebeu uma movimentação estranha na rua Francisco Salles. O policial imediatamente acionou todas as viaturas que estavam próximas para atender uma ocorrência que ele e quem estava na sala de operações jamais imaginaram assistir em Lavras naquela época: uma gangue havia atacado uma pessoa de forma assustadora, um rapaz estava caído ao solo enquanto todos o chutavam no rosto, na cabeça e em todo o corpo.

Um dos agressores pulou com os dois pés sobre a cabeça da vítima, os operadores da sala de operações insistiam para que as viaturas chegassem com a máxima urgência. Quando os policiais chegaram encontraram um rapaz se esvaindo em sangue e os agressores tentando escapar, mas foram todos presos. Eram vários agressores, mas oito foram identificados, desses, três menores, e foi exatamente um dos menores o protagonista da cena mais violenta, o que pulou sobre a cabeça do rapaz. A vítima ficou inconsciente e foi internado muitos dias na UTI.Os agressores foram enquadrados pelo crime de tentativa de homicídio.

Clique AQUI e comente no facebook do Jornal de Lavras

 
 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você
#jornaldelavras @eduardocicarelli @sabrinacicareli

.

Vídeos:

.  

Leia também:

Cantor gospel Fernandinho será a atração da festa de aniversário de Ijaci

Três acidentes na BR-265 nesta segunda-feira, um deles foi em Lavras

 

Homem de 39 anos foi assassinado em Carmo da Cachoeira

 

Barco com nove pessoas afunda no lago de Furnas, uma está desaparecida

 

Museu Regional de São João del-Rei recebe a Exposição "Fragmentos do Cotidiano"

 

Senar: cursos gratuitos para os trabalhadores rurais do Sul de Minas - 19/02 a 24/02/2018

 

.  

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras