Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Política /


Publicada em: 28/12/2016 10:15 - Atualizada em: 28/12/2016 14:07
Silas não terá chance de usar recurso da repatriação; STF decidiu não antecipar
STF negou antecipar as verbas da repatriação aos municípios, com isso, Silas perdeu a sua última chance de usar esse recurso

Decisão da ministra Carmen Lúcia afetou os planos do prefeito Silas, que deixa o mandato no sábado.  Foto extraída da página do Superior Tribunal Federal

 

 

(35) 99925.5481   @jornaldelavras    @jornaldelavras   @jlavras   jornaldelavras

O sonho dos prefeitos endividados em receber o repasse das verbas de multas da repatriação de recursos do exterior, previstas na medida provisória 753/2016, publicada na semana passada, acabou ontem, terça-feira, dia 27, isso porque o Supremo Tribunal Federal (STF) negou, a decisão foi tomada pela ministra Cármen Lúcia, presidente do STF, que está de plantão durante o recesso do Judiciário.

O pedido de antecipação foi formulado pelo PSB (Partido Socialista Brasileiro) e pela FNP (Frente Nacional dos Prefeitos), sobre um ponto da MP que regulamentava a distribuição dos valores das multas da repatriação de recursos do exterior. A ação alegava que era inconstitucional e feria o princípio da isonomia o trecho da MP que autorizava os estados a receberem os recursos da repatriação a partir da data de sua publicação, e, no entanto, deixava que os municípios recebessem os valores apenas a partir de 1º de janeiro de 2017.

O PSB e a FNP citaram as dificuldades financeiras vividas por alguns municípios para poder pagar o 13º salário e pediam que o STF determinasse o repasse imediato, tendo como data limite 29 de dezembro. Argumentavam também que dia 30 é feriado bancário, porém, a ministra Cármen Lúcia entendeu que não havia urgência para este repasse. Em seu argumento a Ministra observou ainda que o curto prazo para que as administrações municipais utilizem os recursos para reverter eventuais problemas na prestação de serviços à população, e que eventuais atrasos de pagamentos poderão ser sanados posteriormente com o repasse programado.

Portanto, em Lavras, a parcela das multas da repatriação de recursos do exterior será depositada na conta da Prefeitura de Lavras na administração do prefeito eleito José Cherem e não na administração do atual prefeito Silas Costa Pereira, que deixa o cargo no sábado, dia 31 de dezembro.

Clique AQUI e comente no facebook do Jornal de Lavras

 
 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você
#jornaldelavras @eduardocicarelli @sabrinacicareli

Leia também:

Mãe vive momento de pânico em uma parada de ônibus em Perdões
Grupo Teatro Construção se apresentará na Ufla e na principal praça de Lavras
Senar: cursos gratuitos para os trabalhadores rurais do Sul de Minas - 03/07 a 09/07/2017
Festa julina na ABR Cofap em prol da igreja de São Judas Tadeu, na Cohab
Mistério no lago de Furnas: barco é encontrado à deriva e dois tripulantes estão desaparecidos
Cooperbom esclarece sobre autuação da PM do Meio Ambiente

.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras