Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


destaque / Cultura /


Publicada em: 09/11/2016 12:53 - Atualizada em: 09/11/2016 17:01
Oficializada a criação do Conservatório de Música de Lavras
Um sonho que se tornará realidade a partir do próximo ano: Lavras terá seu Conservatório de Música

Grupo que oficializou a criação do Conservatório de Música de Lavras. Fotos: Jornal de Lavras

 

 

(35) 99925.5481   @jornaldelavras    @jornaldelavras   @jlavras   jornaldelavras

Lavras será a 13ª cidade de Minas Gerais a contar com um Conservatório de Música, na segunda-feira, dia 7, ele foi oficializado numa cerimônia fechada que contou com a presença de 22 convidados para compor a diretoria do Conservatório. O evento que certamente vai marcar a cultura em Lavras foi realizado na sala da Academia Lavrense de Letras.

A ideia de criar um Conservatório de Música em Lavras surgiu há três anos, quando o empresário José Claret Mattioli fez a entrega de 121 violões que conseguiu através de doações de amigos a seu pedido, para a professora Elisabete Mendonça, para que ela pudesse iniciar a Escola de Música de Lavras. Naquela época ele falava sobre a necessidade de Lavras ter seu Conservatório de Música e, nesse pensamento, prosseguiu trabalhando para instrumentalizar a APROAC (Associação para Promoção de Arte e Cultura, Lavras), estruturando-a para que se preparasse para se direcionar ao Conservatório. Vieram pianos, violinos, violas, contra baixos e outros instrumentos para que se fossem montados os 10 cursos necessários ao Conservatório.  

A Escola de Música, apesar das dificuldades, prosperou, foi reconhecida nacionalmente, recebeu o Prêmio Funarte (Fundação Nacional de Artes) dos Concertos Didáticos e José Claret Mattioli, como fomentador cultural, também foi reconhecido nacionalmente e, nesse ano, recebeu o Prêmio Cora Coralina de Honra ao Mérito 2016.

Na rápida solenidade de segunda-feira, José Claret Mattioli, como líder desse processo, fez um pequeno discurso quando agradeceu, em nome dos artistas lavrenses, os músicos, principalmente, a presença dos convidados, que segundo ele, "foram escolhidos entre pessoas com visão progressista e que irão iniciar a renovação cultural que Lavras precisa"

Ele disse ainda: "estamos aqui fazendo história no cenário cultural de Lavras, cidade em que a cultura fenece, nitidamente a partir da demolição do Teatro Municipal, há 54 anos." A idealização desse projeto é da valorosa colega professora Elisabete Mendonça, a Betinha, que abandonou sua carreira de cantora lírica na Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo e na Sala São Paulo, as mais importantes instituições de música erudita do Brasil, para criar um referencial de ensino de música de qualidade em Lavras".

A musicista Elisabete Mendonça também fez uso da palavra, ela contou como a Escola de Música foi fundada há 3 anos, com o apoio da administração passada e que depois das mudanças na política a Escola de Música sobreviveu graças ao empenho de todos os professores. Elisabete contou que a administração atual repassou da verba dos R$ 60 mil anuais para a escola apenas R$ 5 mil, isso em quase dois anos.

Qualquer pessoa que tenha interesse em ingressar no Conservatório poderá fazê-lo em breve, pois foi aprovado o estatuto que, juntamente com o Regimento Interno que está sendo elaborado e será apresentado em 120 dias, estabelecerão os critérios para que todos os envolvidos com o escopo do Conservatório de Música de Lavras passam fazer parte de seu quadro associativo.

Ele foi criado seguindo os padrões da Associação de Amigos do Conservatório de Tatuí (SP), que administra o maior conservatório da América Latina e, assim, já nasce seguindo o modelo mais moderno e eficiente que existe no Brasil.

A assembleia realizada na sala da Academia Lavrense de Letras foi presidida por José Claret Mattioli e secretariada por Elisabete Mendonça que criaram uma associação capaz de congregar forças e representar as aspirações dos Associados junto ao Poder Público e à iniciativa privada para se implantar um Conservatório com finalidades socioculturais e que será um instrumento de inclusão social, de criação de cidadania e fomentador do uso da arte e da cultura como elementos de promoção social, além de sua natural vocação de propiciar o ensino de música de alta qualidade e retomar, a Lavras, a elevação cultural que essa cidade vem perdendo nas últimas décadas. 

A diretoria da Associação Conservatório de Lavras ficou assim constituída: Diretor Executivo José Claret Mattioli; Diretora Pedagógica Elisabete Mendonça da Silva do Carmo; Diretor Financeiro Ricardo Martins de Mello; Diretora Artística Rosemary Mendes da Silva, e Alexandre Marques de Oliveira presidirá o Conselho Deliberativo, composto pelos seguintes membros: Alessandra Teixeira da Silva, Argemiro Menezes de Oliveira, Diego Carvalho Ferreira, Dimas Luiz Do Carmo, Eliane França Lopes do Prado Gomes, Ivone de Abreu, José Passos de Carvalho, Karla Bassi Assis e Lucinda Firmino Nunes.

Clique AQUI e comente no facebook do Jornal de Lavras

 
 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você
#jornaldelavras @eduardocicarelli @sabrinacicareli

Leia também:

Carros se envolvem em acidente no centro de Lavras - veja fotos
Acidente grave na BR-265, próximo à ponte do Capivari, mata uma pessoa
Click do Leitor: caminhão derruba poste próximo à ponte branca, em Lavras - veja fotos
Assistentes educacionais da Prefeitura de Lavras voltam a receber pelo Fundeb
Policiais da Patrulha Rural prenderam traficante em Lavras
Audiência pública sobre a BR-265 será realizada em Lavras

.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras