Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Política /


Publicada em: 05/09/2016 20:44 - Atualizada em: 06/09/2016 08:41
Vereador de Carrancas contesta denúncias e apresenta provas
Vereador acusado por presidente da Câmara de Carrancas de tumultuar reunião depois de ter bebido, apresenta provas e coloca em xeque as denúncias

 

Com muitos documentos que provaram o que o vereador disse, entre eles o atestado médico, André falou que não vai parar, que é um servidor do povo e ao povo de Carrancas que ele deve prestar contas. Abaixo, o atestado que está carimbado e assinado pelo médico, o que não confere com a denúncia de que ele havia tomado o documento do profissional sem que este tivesse concluido (Fotos: Jornal de Lavras)

 

.


Dê play e conheça o Toledo Residencial


  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

O Jornal de Lavras divulgou uma notícia que foi enviada pelo Poder Legislativo de Carrancas, na qual o presidente da Câmara daquela cidade acusava um vereador de tumultuar a sessão e, em decorrência disso, ele acionou a Polícia Militar. Foi enviado também um boletim de ocorrência da Polícia Militar, que constava que o vereador em questão, André Naves Alves, conhecido como "André do Hely", estava com sintomas de ter ingerido bebida alcoólica e estava tumultuando a reunião.

Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, o vereador André foi conduzido, a pedido, até o hospital, onde foi examinado, porém, de forma surpreendente ele pegou em cima da mesa o relatório que o médico ainda não havia terminado de concluir e se apoderou dele, alegando que o relatório era documento seu e que ninguém tinha o direito de pegá-lo. Consta, ainda, que ele se recusou a devolver o documento para ser finalizado pelo profissional de saúde. Essas informações constam do Boletim de Ocorrência enviado pela Câmara Municipal de Carrancas.

Acontece que o vereador André procurou a redação do Jornal de Lavras e contou outra versão, mas um fato chamou a atenção: ele apresentou o relatório médico que, segundo o BO, ele teria pego na mesa do médico antes de sua conclusão. O relatório está completo, assinado e carimbado pelo profissional de saúde e surpreendentemente, o relatório afirma que o vereador "não apresentava sintomas de embriaguez". Diante do impasse e das contradições, o Jornal de Lavras concedeu ao vereador o espaço para que ele pudesse se defender das acusações que, diante das provas apresentadas por ele, contradiz a denúncia e também ao texto elaborado no boletim de ocorrência da PM.

O vereador André do Hely explicou que "as acusações que lhe foram imputadas pelo Presidente da Câmara Municipal de Carrancas e que constam em BO emitido pela Polícia Militar em 10 de agosto deste ano são levianas", ainda de acordo com o vereador trata-se de uma perseguição política implacável que ele vem sofrendo em Carrancas.

"Venho sendo perseguido por ser um vereador que não se cala diante de irregularidades e fraudes praticadas na Câmara e na Prefeitura. Sou perseguido, também, porque tenho o hábito de estudar com atenção todos os Projetos de Lei antes de emitir meu voto. Se acho bom para Carrancas aprovo; se acho mal redigido ou com deficiências proponho emendas para aperfeiçoar; mas se acho ruim e negativo não aprovo", disse.

O vereador falou também que já fez denúncias de fraudes na Câmara Municipal de Carrancas. Sobre as supostas irregularidades ele disse o seguinte: "Já fiz três representações junto ao Ministério Público, devidamente documentadas, sobre evidências de fraudes praticadas na Câmara pelo atual Presidente Vicente de Paula Rezende e seu antecessor Edson Alves Ribeiro".

Ainda de acordo com ele, "essas fraudes estão relacionadas a irregularidades na aprovação do atual Regimento Interno da Câmara em novembro de 2012, na aprovação de Projeto de Lei em 12 de janeiro de 2015, e na eleição do novo Vice-Presidente da Câmara em 27 de novembro de 2015. Após minha fala sobre a fraude relacionada ao Regimento Interno, cuja apuração vem sendo protelada há vários meses, o Presidente da Câmara, de modo autoritário, me cortou a palavra e acionou a Polícia Militar, quando fez acusações falsas".

O vereador afirma que tem tudo documentado, que "tudo está gravado pelo sistema de gravação da Câmara Municipal e que pode ser conferido por quem se interessar".

O vereador André disse também que tem sido vítima de acusações falsas há muito tempo. Ele contou que em janeiro do ano passado, mais precisamente no dia 12 de janeiro, esteve com o assessor jurídico da Câmara argumentando sobre a aprovação de um projeto, segundo ele, "argumentei que a votação de Projeto de Lei ocorrida no dia teria que ser anulada devido a várias irregularidades ocorridas. Na reunião, após algumas conversas, percebi que o assessor jurídico não tinha compromisso com a legalidade dos atos, mas sim com o que o mandavam fazer. Então sugeri que ele estudasse mais o Regimento Interno e a Lei Orgânica de Carrancas, pois ele estava induzindo os vereadores a erros nas votações".

O vereador contou que ficou surpreso com o desfecho da conversa, pois no mesmo dia, após ter deixado a Câmara, o assessor registrou BO com acusações falsas. Segundo André, "ele esperou que eu estivesse fora da Câmara para então, de modo sorrateiro, dizer calúnias envolvendo meu nome".

O vereador André do Hely não se conforma até hoje com o que acontece e ele quer esclarecer isso, tanto que ao perceber que o processo relativo a esse BO estava parado, foi pessoalmente à Delegacia de Itumirim e solicitou seu andamento. A testemunha arrolada no BO, um servidor que estava na Câmara no momento da reunião, já prestou seu depoimento e não confirmou as acusações feitas pelo assessor jurídico.

O vereador, ao final da entrevista, agradeceu o espaço a ele concedido e deixou uma mensagem ao povo de Carrancas, que ele classificou como sendo "meu único e legítimo patrão, a quem devo prestar contas". Ele disse ainda que continuará a exercer seu trabalho na Vereança com independência, sem medo daqueles que se acham poderosos. "Trabalho sempre pautado no que se espera de qualquer político: Honestidade, Trabalho, Empenho e Sintonia com a população", finalizou.

 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Leia também:

LabCovid começa a processar testes de cidades da microrregião de Lavras Contrato de coleta de lixo em Lavras está sendo reavaliado
   
Bombeiros de Lavras resgataram o corpo da jovem que morreu afogada no domingo Três autoridades de Ijaci estão sendo chamadas de "fura-fila" da vacinação
   
Agência do Banco Itaú, da Zona Sul de Lavras, está fechada temporariamente por causa da pandemia Incêndio supostamente criminoso destruiu veículo na Zona Norte de Lavras - veja vídeo
   
Prefeitura de Lavras divulgou que denúncias nos finais de semana contra aglomerações devem ser feitas no 190 da PM Bombeiros capturaram cobra que invadiu uma casa em Lavras
   
Ufla poderá armazenar vacinas do Governo do Estado em seus Ultrafreezers Decreto da Prefeitura de Lavras prevê uso obrigatório de máscara também em vias públicas
.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras