Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Política /


Publicada em: 14/07/2016 14:40 - Atualizada em: 14/07/2016 20:08
Silas desiste de disputar eleição para Prefeito de Lavras
Carta de renúncia não foi surpresa, o que surpreendeu foi a forma em que Silas descreve sua administração

 

Prefeito Silas Costa Pereira, em carta para a imprensa, abre mão de concorrer a reeleição em outubro (Foto extraída do site da Prefeitura de Lavras)

 

.


Dê play e conheça o Toledo Residencial


  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

O prefeito Silas Costa Pereira enviou no início da tarde desta quinta-feira, dia 14, um comunicado à imprensa sobre sua decisão de não concorrer às eleições de outubro. A carta já era do conhecimento de muita gente desde ontem e, segundo um de seus secretários, a decisão foi tomada depois que o prefeito Silas conheceu o resultado de uma pesquisa, onde seu nome aparece numa posição de desconforto.

A decisão de não concorrer às eleições de outubro bateu de frente com seus pronunciamentos quando assinou a ficha de filiação no PMDB, em Brasília, e numa reunião em Lavras, ocasião em que colocou seu nome à disposição do partido para a corrida eleitoral de outubro.

Na carta renúncia, Silas fala que talvez essa se torne uma das decisões mais corajosas de sua "trajetória pública". Na carta o Chefe do Executivo descreve sua equipe de governo como "uma destemida tripulação", fala também que ela conduz "o barco que nos foi entregue". O Prefeito passa, na carta, uma imagem de que vai deixar uma cidade perfeita, sem problemas para seu sucessor.

Agora com a decisão de Silas de não mais disputar a Cadeira do Executivo, deverá haver uma demandada para o lado da possível pré-candidata Jussara Menicucci, já que a "chegada de Silas até a Prefeitura de Lavras" só foi possível graças à interferência da ex-prefeita, do então governador Antônio Anastasia e do senador Aécio Neves.

Silas deixou o PSDB porque percebeu que nele não haveria espaço para concorrer ao cargo de prefeito de Lavras em outubro, por outro lado, Silas deixou de ser interessante para o PSDB e para o grupo que o colocou na prefeitura porque a cada mês que passava sua administração se tornava cada vez mais complicada e seria interessante afastá-lo do grupo para que as pessoas esquecessem os vínculos com os tucanos.

Segue, na íntegra, a carta do Prefeito Silas: 

Cidadãs e cidadãos de Lavras,

Hoje tomo uma importante decisão na minha vida pública e em harmonia com meu histórico de dedicação a Lavras e ao seu desenvolvimento educacional, social e econômico.

Faço isso de forma serena, honesta e sem nenhum interesse que vá além de pensar em contribuir com o futuro da cidade onde nasci e criei minha família com muito trabalho e simplicidade.

Talvez essa se torne uma das decisões mais corajosas de minha trajetória pública. Assim como também foi a minha total entrega nos anos de 1991- 1994 quando capitaniei o grupo que conseguiu realizar o sonho de transformar a ESAL na nossa UFLA. E no mesmo patamar, a minha total entrega à responsabilidade de ser prefeito de uma cidade, então, mergulhada numa crise política e institucional, como estava em 2014.

Lembro dos meus tempos de reitor da UFLA para reafirmar uma certeza: não é necessário ter mandato para se continuar trabalhando pela cidade. Quem pensa o contrário, na verdade, está negando a importância do cidadão comum como verdadeiro protagonista da história.

Quanto ao curto período de meu mandato, posso afirmar que ele teve grande intensidade e continuará tendo até o seu último dia.

Quem acompanha nossa trajetória na Prefeitura sabe que nossa equipe, como uma destemida tripulação, conduziu um barco, que nos foi entregue com o casco furado e pior, atravessando a maior tempestade já vista na história. A travessia está sendo possível porque tenho ao meu lado pessoas determinadas e "do bem". Não tive e nem terei espaço para o trabalho por projetos de interesses partidários, de poder pelo poder ou a serviço da " politicagem".

Está sendo preciso agir tecnicamente para se conseguir manter os serviços públicos que são de competência do município e avançar naquilo que depende mais de criatividade e de decisão técnica do que de recursos.

Enquanto centenas de outros municípios fracassaram e vivem a prejudicar o atendimento a seus cidadãos, nós, em Lavras, nos doamos diariamente para evitar esse pior. Apesar de tudo, nosso município avançou como nunca num espaço de apenas 21 meses. Resolvemos problemas históricos como o lixão, as sedes da Câmara Municipal e da Secretaria de Saúde; terminamos importantes obras paradas há anos; reduzimos em cerca de 90% a incidência de dengue; promovemos mudanças corajosas e exitosas no trânsito; aprovamos a UPA e criamos a Procuradoria do município.

A saúde, principalmente se comparada ao que se vê pelo Brasil afora, vai muito bem. A educação nunca esteve tão bem servida de projetos realmente inovadores e eficazes.

Todas as metas do Desenvolvimento Social estão sendo cumpridas. Retomamos nossa vida cultural, com as Artes e seus jovens artistas a encherem as ruas de vida, sons e cores.

Enfim, mesmo tendo o desafio de ser prefeito exatamente durante a pior crise econômica e política da história do Brasil, conseguimos, com nosso trabalho e caráter, minimizar os efeitos em Lavras e no corpo de servidores municipais.

Exatamente a experiência no cargo de prefeito, na conjuntura em que tenho que cumprir essa missão, me levou a consolidar minha convicção contrária à reeleição.

Criar esse artifício para a perpetuação do poder foi o maior equívoco e a pior iniciativa de todo o mandato do então presidente Fernando Henrique Cardoso.

A reeleição trouxe a conseqüente possibilidade de perpetuação de um projeto de poder partidário e não de um projeto de nação. Era o que o expresidente Lula e o seu partido, o PT, tramavam quando veio à tona o Mensalão.

Foi por existir a reeleição que nosso país entrou nesta enrascada institucional de agora, onde se vive o mais promíscuo capítulo da nossa história política.

Era para chegar à reeleição que a senhora Dilma Rousseff enganou a nação e causou os males que estamos vivenciando.

Minha meta é entregar, para quem quer que seja, uma prefeitura organizada; com a máquina funcionando; sem sabotagens; sem licitações canceladas; com boa parte da dívida que herdei devidamente quitada e principalmente, com o espírito da honestidade e do trabalho em prol dos cidadãos comuns restabelecido como mandamento primaz e único. Para tanto vou me concentrar em continuar minha gestão como prioridade absoluta de meus esforços não me candidatando a novo mandato.

Tenho obsessão por entregar a minha cidade prosperando, principalmente no que se refere à capacidade de seus filhos compreenderem que a "politicagem" deve ser apenas um triste e curto capítulo da nossa grandiosa história.

Seguindo os ensinamentos de meu saudoso pai, Paulo Costa Pereira, coloco, assim, meu caráter acima de projetos. Cumprirei o mandato até o Silas Costa Pereira dia 31 de dezembro de 2016 com esse propósito.

Deixo o caminho para que a disputa política pela sucessão siga seu rumo natural, dentro da legalidade por parte de todos os candidatos. Nesse tempo, estarei, todos os dias, na Prefeitura e nas ruas, trabalhando como funcionário de vocês, cidadãos e cidadãs lavrenses.

Meu sonho é de paz.

Silas Costa Pereira

 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Leia também:

Agência do Banco Itaú, da Zona Sul de Lavras, está fechada temporariamente por causa da pandemia Incêndio supostamente criminoso destruiu veículo na Zona Norte de Lavras - veja vídeo
   
Prefeitura de Lavras divulgou que denúncias nos finais de semana contra aglomerações devem ser feitas no 190 da PM Bombeiros capturaram cobra que invadiu uma casa em Lavras
   
Ufla poderá armazenar vacinas do Governo do Estado em seus Ultrafreezers Decreto da Prefeitura de Lavras prevê uso obrigatório de máscara também em vias públicas
   
PM de Lavras aborda homem que portava réplica de arma de fogo na cintura Prefeitura de Lavras publica decreto com menos restrições que a Onda Vermelha do Minas Consciente
   
CDL Lavras informa que medidas estão sendo tomadas pela entidade para tentar evitar o fechamento do comércio - veja vídeo Comerciantes de Lavras manifestaram contra aplicação da fase restritiva da Onda Vermelha
.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras