Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Política /


Publicada em: 20/04/2016 11:40 - Atualizada em: 20/04/2016 15:36
Sob aplausos dos moradores, Câmara de Perdões instalou comissão processante
Instalada a comissão processante para apurar supostas fraudes no concurso público realizado pela Prefeitura de Perdões

Câmara Municipal de Perdões. (Foto: Jornal de Lavras)

 

.


Dê play e conheça o Toledo Residencial


  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

A Câmara Municipal de Perdões se reuniu na noite de segunda-feira, dia 18, para tratar da abertura de uma comissão processante que vai investigar a denúncia de fraude no concurso da prefeitura daquela cidade, realizado no dia 10 de janeiro deste ano. A reunião seria realizada no dia 13, quarta-feira, porém, ela foi adiada por causa da morte da mãe do prefeito Fernando Siqueira (PP), que morreu na Santa Casa de Lavras e foi sepultada naquele dia.

A comissão processante então foi instalada nesta segunda-feira e os vereadores têm até 90 dias para concluir as investigações. Não foi registrada nenhuma ausência de vereadores e o plenário daquela Casa Legislativa ficou lotado. Primeiro eles formalizaram o recebimento da denúncia, com a leitura de todo o documento e da transcrição do áudio do filho do prefeito falando das supostas fraude com um amigo que gravou a conversa. Em seguida, eles votaram a aceitação da denúncia, o que foi feito por unanimidade, a decisão dos parlamentares foi muito aplaudida por quem estava presente no plenário da Câmara.

Três vereadores foram escolhidos para compor a comissão processante, eles tem até 5 dias úteis para notificar o prefeito, Fernando Siqueira, o "Fernando Piau", como é mais conhecido na cidade. Ele terá que apresentar defesa. Depois disso, a Câmara terá até 90 dias para concluir a investigação. A denúncia também é investigada pelo Ministério Público, e caso a fraude seja comprovada pela comissão processante formada pelos vereadores, o prefeito pode ter o mandato cassado.

O Ministério Público de Perdões investiga a suposta fraude no concurso público realizado pela prefeitura. Em uma conversa gravada, Renan Siqueira, que é filho do prefeito Fernando Siqueira e que também era secretário municipal de Assistência Social, conta para um amigo como funcionou um esquema de aprovação no concurso, que pode ter beneficiado cinco pessoas da família do prefeito, além de amigos. O áudio foi gravado e depois entregue aos vereadores e ao Ministério Público.

Foram mais de 3 mil inscritos e quase 300 aprovados no concurso. Entre eles, o próprio Renan Siqueira. Na conversa, também é citada a empresa "Reis e Reis", que realizou o concurso. Ela não teria sido paga pela fraude, mas teria favorecido as pessoas como uma forma de agradecimento por ter vencido a licitação.

Em nota, a empresa "Reis e Reis", que venceu a licitação para aplicar o concurso, disse que desconhece os áudios e que todo processo de licitação foi feito dentro do que é exigido e devidamente fiscalizado pelo Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais.

 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Leia também:

Mais informações sobre o assassinato do estudante da Ufla que estava desaparecido Ladrão arrombou estabelecimentos comerciais em Ijaci e foi preso pela PM em Lavras
   
Acidente em Lavras envolvendo automóvel e caminhão guincho deixa motorista ferido Cemig alerta sobre a importância de manter atualizada a titularidade do contrato de fornecimento de energia
   
Pesquisadores da Ufla desenvolvem tecnologia inovadora envolvendo bioenergia e tratamento de esgoto PM apreende droga em Lavras com ajuda de cães farejadores
   
.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras