Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


destaque / História /


Publicada em: 03/03/2016 22:01 - Atualizada em: 04/03/2016 08:36
Há exatamente 120 anos eram tiradas as primeiras fotos em Lavras
Um fotógrafo inglês de uma casa de comércio do Rio de Janeiro foi o primeiro a registrar a cidade através de uma câmera fotográfica, isso no dia 3 de março de 1896

Fotografia tirada há 120 anos pelo fotógrafo Mr. J. Riley, foto foi tirada da parte superior da praça. À esquerda, o sobrado que existe até hoje, onde está a Lanchonete Plim

 

 

(35) 99925.5481   @jornaldelavras    @jornaldelavras   @jlavras   jornaldelavras

Não é possível precisar as datas e etapas dos processos que levaram à criação da fotografia, pois muitos deles são experiências conhecidas pelo homem desde a antiguidade, acrescenta a isso um conjunto de cientistas de épocas diversas que foram descobrindo as partes deste intricado quebra-cabeças, que somente no final do século XIX foi inteiramente montado.

Lavrenses das famílias mais abastadas conheceram primeiro a fotografia: muitos deles, quando visitavam a capital federal, o Rio de Janeiro, eram fotografados nos estúdios famosos daquela cidade. Mas os moradores de Lavras, em geral, conheceram uma máquina fotográfica há 120 anos, no dia 3 de março de 1896, quando se hospedou no Hotel Moreira o fotógrafo Mr. J. Riley, agente da Casa Pratt, Cochrane e Cia., do Rio de Janeiro. Ele veio a Lavras para fotografar alguns pontos da cidade e pessoas. Muitas famílias lavrenses foram retratadas por este profissional.

Daquele dia para frente, a fotografia passou a se popularizar em Lavras, foram registrados momentos históricos na cidade, como no dia 13 de julho de 1915, quando foi realizada na Santa Casa de Misericórdia uma das mais importantes cirurgias que se tem notícia até os dias de hoje. Os médicos, Paulo Menicucci, Oscar Botelho, Plínio Morais e João da Silva Penna, extirparam um fibroma de 40 quilos do corpo de uma mulher, que sobreviveu e durante três meses foi obrigada a reaprender a andar. O fibroma, um dos maiores do mundo, foi retirado através de uma laporatomia ampla, do epigástrio ao púbis. A cirurgia foi documentada pelo fotógrafo Antônio Costa Júnior e as fotos encontram-se nos arquivos do Museu Bi Moreira.

Através da fotografia, Lavras foi notícia em todo o mundo, isso aconteceu no dia 9 de outubro de 1957, quando uma notícia movimentou o mundo científico. O Dr. John Stout, formado em engenharia química industrial pela Universidade do Texas, Estados Unidos, diretor geral do Departamento de Pesquisas de Calculadores Balísticos e membro do Estado Maior do Primeiro Agrupamento de Artilharia Teleguiada, dos Estados Unidos, fotografou em Lavras, às 19h34m, a passagem do "Sputtinik 1", da União das Repúblicas Socialista Soviética; foi a primeira fotografia do satélite Soviético feita no mundo. O satélite artificial passou sobre Lavras a uma altura de 901 quilômetros e uma velocidade de 8 quilômetros por segundo.

O feito do Dr. John Stout repercutiu em todo país e no exterior, durante muito tempo foi convidado a fazer palestras e conferências. O Dr. John Stout era professor do Instituto Gammon e da Escola Superior de Agricultura de Lavras, ESAL. Mais tarde, Stout voltou aos Estados Unidos para trabalhar na NASA. John Stout foi um dos responsáveis pelo envio do homem a lua em 20 de julho de 1969, um dos criadores da Internet, que era utilizada para fins militares.

Outras fotografias que projetaram Lavras para o mundo foram tiradas da varanda de uma casa na rua Afonso Pena, elas foram feitas pelo médico Rêmulo Tourino Furtini, na noite do dia primeiro de junho de 1969. Um objeto voador não identificado sobrevoou o céu de Lavras, sendo observado por centenas de pessoas e fotografado pelo médico Rêmulo Tourino Furtini.

O suposto disco voador chegou até mesmo a fazer um pouso em um pasto, onde é hoje o bairro Centenário, próximo ao Tiro de Guerra, sendo observado pelos atiradores Carlos Renato de Souza, Júlio César Vitorino, Ronaldo de Souza e pelo sargento Inocêncio França. As fotografias tiradas pelo médico Rêmulo Tourino Furtini e o testemunho de dezenas de pessoas foram alvo de extensas matérias publicadas em vários jornais e revistas do Brasil e do mundo.

Na Prefeitura de Lavras existe uma galeria de fotos dos ex-prefeitos, através dela é possível conhecer a maioria deles, a galeria foi atualizada pelo ex-prefeito João Batista Soares da Silva, que fez um apelo às famílias lavrenses e aos museus da região para completar a galeria, já que faltavam fotografias de muitos prefeitos.

No dia 18 de março de 1992, no saguão da Prefeitura Municipal, o ex-prefeito João Batista presidiu uma solenidade de entronização das fotografias dos ex-prefeitos de Lavras na Galeria dos Prefeitos, foi uma iniciativa que resgatou parte da história da cidade. Foram afixadas as fotografias de José Jorge da Silva, José da Costa Ribeiro, José Augusto do Amaral, Francisco de Paula Ferreira e Costa, Francisco Martins de Andrade, Pedro Xavier de Moura, Abdon Hermeto Corrêa da Costa, Christiano José de Souza, Delphino de Souza, Horácio Bueno de Azevedo, Dario Lins e José de Oliveira e Souza.

A evolução da fotografia em Lavras em grande parte se deve aos fotógrafos que buscavam inovar, adquirindo novos equipamentos. Antes as fotografias coloridas eram reveladas em Belo Horizonte, o filme era entregue nos fotos e uma ou duas semanas depois estavam prontas as fotos aguardadas com expectativa, mas no dia 15 de abril de 1993, começou a funcionar em Lavras o primeiro laboratório para revelação rápida de filmes coloridos, a iniciativa foi do empresário Wildes Botelho, do Foto Wildes, o primeiro a possuir um laboratório de revelação de filmes coloridos na região.

Hoje a fotografia se popularizou, isso graças à tecnologia dos equipamentos, como as máquinas digitais e os aparelhos smartphones. Hoje ninguém está livre de um flagrante. Além dos equipamentos, aplicativos como o WhatsApp, por exemplo, possibilita a visualização de um flagrante em Lavras seja visto em todo o mundo em questão de minutos.

Quando você tirar do seu bolso o seu aparelho celular para registrar algo, saiba que há pouco mais de um século, fazer uma fotografia era artigo de luxo e para poucos.

Clique AQUI e comente no facebook do Jornal de Lavras

 
 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você
#jornaldelavras @eduardocicarelli @sabrinacicareli

Leia também:

Ufla entrega mantimentos da campanha de arrecadação para o Lar Augusto Silva
Senar: cursos gratuitos para os trabalhadores rurais do Sul de Minas - 24/07 a 30/07/2017
 
Rede hoteleira Transamérica anuncia investimento em Lavras
Equipe de ginástica aeróbica da Ufla embarca para a Polônia nesta terça-feira
Lavrense foi agraciado pelo Governo do Estado com a Medalha de Minas
Tudo de Bom Casa: etiqueta de como montar mesas, por Sabrina Cicareli ft. Ju Goursand

.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras