Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Política /


Publicada em: 23/11/2015 09:07 - Atualizada em: 23/11/2015 12:15
Jornal Super publicou reportagem sobre greve e descontrole na Prefeitura de Lavras
Silas assume descontrole nas cotas da Prefeitura em matéria publicada esta semana no jornal Super Notícia

Imagem reprodução

 

.


Dê play e conheça o Toledo Residencial


  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

Na última semana, o jornal impresso Super Notícia, de Belo Horizonte, publicou uma matéria referente a greve dos servidores municipais em Lavras. A matéria, assinada pela jornalista Nathália Lacerda, explica a situação dos servidores que estão tendo seus salários escalonados e a previsão de pagamento do 13º salário apenas para o ano que vem.

Para a reportagem do Super, o prefeito Silas Costa Pereira justificou o descontrole afirmando que a arrecadação do município caiu R$ 50 milhões este ano em relação ao ano passado.

Mais uma vez, a informação de queda na arrecadação contradiz o que o secretário Municipal da Fazenda, Sérgio Luiz Aguiar Castelo, afirmou na Câmara Municipal quando o vereador Moretti apresentou documentos extraídos do Portal da Transparência que apontavam para um aumento de arrecadação em relação ao ano passado. Quando questionado pelo vereador se a receita do município teria caído, Castelo disse que em termos reais sim. Então o vereador perguntou sobre o que seriam "termos reais", e o secretário explicou fazendo uma comparação de que R$ 20 milhões no ano passado tinham um valor, e que hoje, os mesmos R$ 20 milhões  teriam perdido seu poder de compra devido à inflação e outros. 

Mas o que mais chamou atenção na reportagem do jornal Super Notícia foi quando o prefeito Silas fez referência ao reenquadramento, uma lei benéfica aos servidores feita ainda na administração do ex-prefeito Marcos Cherem, que segundo Silas, teria onerado a folha de pagamento em R$ 8 milhões ao ano, em média, algo em torno R$ 667 mil mensais. Segundo a publicação, Silas disse que teve que "decretar o congelamento da lei".

Além de ter falado que  "decretou o congelamento a lei" - ato juridicamente impossível - Silas disse também, segundo a matéria do jornal Super, que a lei de reenquadramento aprovada e publicada ainda na administração passada foi feita para prejudicá-lo. O que chama atenção nesta afirmação é a sua incoerência: a lei é de julho de 2014, e o ex-prefeito Marcos Cherem somente deixou a prefeitura em setembro de 2014, dois meses após a publicação da lei. Logo, a lei foi feita para ser cumprida pela gestão de Marcos Cherem, e somente não foi, devido a decisão pela sua cassação, cassação esta pedida na justiça pela coligação da qual Silas fazia parte na época. 

 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Leia também:

PM de Lavras aborda homem que portava réplica de arma de fogo na cintura Prefeitura de Lavras publica decreto com menos restrições que a Onda Vermelha do Minas Consciente
   
CDL Lavras informa que medidas estão sendo tomadas pela entidade para tentar evitar o fechamento do comércio - veja vídeo Comerciantes de Lavras manifestaram contra aplicação da fase restritiva da Onda Vermelha
   
Rua de Luminárias com 9 faixas de pedestres virou meme nas redes sociais Covid-19: Associação Médica de Lavras manifesta através de nota oficial
   
LabCovid e Prefeitura de Ingaí realizam coleta para exame de Covid-19 Começou a campanha de vacinação contra a Covid-19 em Lavras
   
.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras