Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Política /


Publicada em: 08/11/2015 18:59 - Atualizada em: 09/11/2015 10:55
Greve geral na Prefeitura de Lavras a partir de terça-feira, a decisão foi tomada em assembleia
Se servidores mantiverem o propósito de greve, esta será a primeira vez na história de Lavras que este fato ocorre

Prefeitura de Lavras

 

.


Dê play e conheça o Toledo Residencial


  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

A semana que tem inicio amanhã, segunda-feira, dia 9, promete ser muito movimentada nos meios políticos. O sindicato dos servidores da Prefeitura de Lavras distribuiu uma nota para a imprensa comunicando greve geral a partir de terça-feira, dia 10, os servidores prometeram paralisação a partir de segunda-feira, porém, a greve será deflagrada na terça-feira para atender o prazo legal determinado pela lei. De acordo com documento do Sindicato, os servidores só não vão parar se o prefeito Silas Costa Pereira pagar todos os salários e os tickets alimentação que estão acumulados, tudo isso na segunda ou terça-feira.

É sabido que a Prefeitura de Lavras não dispõe deste dinheiro e nem existe a menor possibilidade de consegui-lo, pelo menos foi o que o prefeito Silas deixou claro quando confrontou com os servidores na porta da Prefeitura na tarde da última terça-feira, dia 3. Silas estava sozinho e os secretários e assessores diretos ficaram dentro do prédio, expondo a falta de estabilidade do governo, o que motivou as lideranças dos servidores a seguirem com o movimento que resultará em greve na terça-feira.

Além da eminência da greve, Silas terá outro problema na segunda-feira, na reunião da Câmara Municipal: o presidente Cleber Pevidor já declarou que não vai assumir o ônus da devolução de R$ 450 mil aos cofres do município que seriam usados, segundo Silas, para pagar os três tickets atrasados aos servidores. Pevidor explicou que a devolução poderá acarretar um sobrepeso junto ao Ministério Público, já que a Câmara Municipal terá, a qualquer momento, que apresentar um saldo suficiente para garantir a reforma do prédio pleiteado pelo Poder Legislativo para transferir a Câmara de lugar.

O atual prédio onde os vereadores se reúnem está condenado pelos bombeiros por questões de segurança e falta de acessibilidade e o Ministério Público já pediu a desocupação do prédio. Uma liminar garantiu aos vereadores a permanência, baseado no argumento de que a Câmara havia pleiteado um prédio na avenida Pedro Salles, onde funcionava uma escola municipal. Além da Câmara, a Advocacia Geral da União (AGU) também pleiteou a edificação, a principio a Câmara tem a preferência pelo fato dela correr o risco de ser despejada. De acordo com Pevidor, quando a justiça determinar – o que pode ser a qualquer momento – que o prédio seja desocupado pela Câmara, a presidência terá que apresentar saldo bancário que garanta a reforma imediata do prédio, caso contrário, a AGU assume e os vereadores serão despejados.

A recusa do presidente Cleber Pevidor em não assumir a responsabilidade, não quer dizer que a Câmara não vai devolver o dinheiro, porém, alguns vereadores, certamente da base aliada, apresentarão um projeto de lei que será voltado em plenário e, se aprovado, o dinheiro será repassado ao Chefe do Executivo, porém, isso não será decidido amanhã, o que empurra para frente a decisão da devolução.

 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Leia também:

Agência do Banco Itaú, da Zona Sul de Lavras, está fechada temporariamente por causa da pandemia Incêndio supostamente criminoso destruiu veículo na Zona Norte de Lavras - veja vídeo
   
Prefeitura de Lavras divulgou que denúncias nos finais de semana contra aglomerações devem ser feitas no 190 da PM Bombeiros capturaram cobra que invadiu uma casa em Lavras
   
Ufla poderá armazenar vacinas do Governo do Estado em seus Ultrafreezers Decreto da Prefeitura de Lavras prevê uso obrigatório de máscara também em vias públicas
   
PM de Lavras aborda homem que portava réplica de arma de fogo na cintura Prefeitura de Lavras publica decreto com menos restrições que a Onda Vermelha do Minas Consciente
   
CDL Lavras informa que medidas estão sendo tomadas pela entidade para tentar evitar o fechamento do comércio - veja vídeo Comerciantes de Lavras manifestaram contra aplicação da fase restritiva da Onda Vermelha
.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras