Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Tecnologia /


Publicada em: 28/01/2015 16:30 - Atualizada em: 29/01/2015 09:11
Pane da rede telefônica da Vivo: Lavras ficou sem atendimento da operadora nesta quarta-feira
Celulares pararam de funcionar na manhã desta quarta-feira e permaneceram inoperantes à tarde

Torre de telefonia, sistema já está saturado na região sudeste. Foto ilustrativa: Jornal de Lavras

 

WhatsApp do Jornal de Lavras: (35) 9925-5481

Uma pane telefônica na Vivo deixou os moradores de Lavras sem telefone na manhã e tarde desta quarta-feira, dia 28. O serviço prestado pelas operadoras de telefonia fixa e celular estão entrando em colapso. Panes como a de hoje tem ocorrido com frequência.

No dia 17, por exemplo, telefones da mesma operadora ficaram inoperantes na capital mineira e região metropolitana, gerando um verdadeiro caos. As pessoas se tornaram dependentes de celulares, muitas residências nem tem mais o antes tradicional serviço de telefonia fixa devido as facilidades oferecidas pelas operadoras de telefonia móvel. Além disso, os celulares são usados pela maioria das pessoas para acesso à internet através do uso de dados móveis. Este serviço da Vivo também ficou inoperante nesta quarta-feira em Lavras.

A cada vez que há pane em alguma operadora de telefonia, os prejuízos para a população são incalculáveis: contatos, inclusive profissionais, deixam de ser realizados.

O leitor Juliano Gouvêa é um exemplo de uma pessoa foi prejudicada com a pane. Ele narrou à reportagem do Jornal de Lavras que, além de não ter conseguido entrar em contato com sua família quando precisou, ele não pôde ser encontrado pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), que disse que entraria em contato com ele na manhã de hoje. O fato foi curioso: ele ligou ontem, dia 27, para fazer uma reclamação contra de um serviço prestado em Lavras que, assim como a Vivo, é regulado pela Anatel.

Ele foi informado pela atendente daquela agência reguladora que a Anatel lhe daria um retorno nesta quarta-feira, dia 28, no período da manhã. Acontece que o telefone que ele havia deixado como contato é da Vivo, operadora que ficou sem comunicação. Ou seja, ele telefonou para Anatel para reclamar da inoperância de uma prestadora de serviço e não conseguiu o retorno no tempo que esperava devido a inoperância de outra prestadora.

Eduardo Cicarelli (Jornal de Lavras)   Clique aqui e comente no Facebook do Jornal de Lavras

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras